A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Artigo
 
Uma resposta reflexiva para Carlos Vereza
Por: JORGE HESSEN

Prezado Carlos Vereza,



A sua intransigente defesa do “pseudomédium” (citado na reportagem do Fantástico) não fará dele um médium ungido e verdadeiro.

As fraudes “pseudomediúnicas” , que o mesmo pratica, são evidentes nos apontamentos investigativos comprobatórios, que demonstram os disfarces das cognominadas “cartas de Fátima”, preparadas através dos dados informativos (pessoais e familiares) extraídos das redes sociais.

O sinistro da situação é reconhecermos que os familiares supostamente “confortados” pelas cartas de “faz de conta”, seguramente, após a reportagem do Fantástico, ficarão em situação de instabilidade psíquica e emocional, isto porque, naturalmente não depositarão mais o crédito integral nas cartas “pirateadas” que possuem.

Além de que, não será com as espetacularizações e humilhantes doações de esmolas aos deserdados que o pseudomédium obterá a serenidade da consciência delituosa. Até porque ele vem respondendo a um processo criminal junto à Policia Civil do Rio De Janeiro sob “acusação caluniosa” e “estelionato”.

Em verdade, há alguns anos o pseudomédium vem causando enormes estragos morais e afetivos nas almas dos milhares de familiares enganados, que buscaram de boa-fé o suposto atrativo mediúnico, porque jaziam em momentos de dor e sombria vulnerabilidade emocional por causa da ausência dos seus queridos.

Eis aí uma oportunidade favorável para que esses familiares que foram e se sintam tapeados mostrarem o rosto ao público e divulgarem seus depoimentos em vídeos nas redes sociais, contando a sua história a fim de alertarem outras famílias para não se tornarem vítimas desse crime de lesa-Deus no campo da abençoada mediunidade. (*)

Lamentavelmente muitos destes parentes enganados preferem fingir que acreditam nas supostas cartas “consoladoras” , enquanto isso o falso médium prosseguirá nos embustes (VENDENDO SEUS LIVRESCOS).

Senhor Carlos Vereza, está havendo de sua parte e demais intolerantes seguidores do pseudomédium uma absoluta inversão dos valores morais e éticos. Informo-lhe que muitos outros investigadores de assuntos metafísicos, inclusive o Guilherme Velho, há vários anos estamos colhendo material e testemunhos, visando analisá-los para edificação das nossas convicções com foco no fortalecimento e confirmação dos princípios espíritas, através das sanções naturais da imortalidade.

Guilherme Velho ao ser entrevistado no referido programa não se apequenou, ao contrário disso, representou-nos muito bem ao confirmar por meio de provas cabais que as fraudes do pseudomédium são reais. As tramoias mediúnicas igualmente foram confirmadas na entrevista das vítimas enganadas, que você está desmerecendo e friamente injuriando ao encastelar, falsa reputação, a um impostor da mediunidade.

Carlos Vereza, você está promovendo uma injusta perseguição não somente ao aguerrido investigador, mas a todos os outros pesquisadores, envolvidos no caso, entre os quais me incluo. Nada justifica, neste caso, a sua disposição abrutalhada de tratar-nos como estúpidos.

Você está sob o guante da agressividade, alimentando desamor com extremada intransigência contra os atuais pesquisadores espíritas que estão contribuindo honestamente na busca do resguardo do bom nome do Espiritismo.

Na sua incondicional inversão dos legítimos valores morais, sob a égide da sua proeminência e prestígio de ex-ator global, há uma avalanche de manifestos em exagerada e abominável desproporção numérica no cenário deste embate, entre os idólatras iludidos que acobertam o pseudomédium e os pesquisadores criteriosos que apontam as falcatruas do mesmo.

Se a justiça humana não aplicar as sanções que apenam os crimes (citados acima) do tal afamado e venerado pseudomédium, defraudador dos princípios da probidade, com certeza absoluta as Leis divinas (da própria consciência dele) os advertirão, a fim de que se prepare psicológica, moral e economicamente para encarar a imprescindível reparação dos atinados agravos morais causados pelas suas opções malsãs.

Que Deus tenha PROFUNDA misericórdia a todos os familiares enganados e que fortaleça o bom ânimo daqueles que buscam marchar pelas estradas da VERDADE KARDECIANA.



Cordialmente

Jorge Hessen

Pesquisador espírita



(*) Disk Denúncia

Delegacia de Crimes Cibernéticos - RJ

Fone 21 2202 0638

Se você recebeu uma carta fraudada

Denuncie e se preferir o seu anonimato será preservado.

 Comente este texto


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: ZVVL (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.