A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Artigo
 
AI-5, peixe inteligente e investigação conclusiva recorde
Por: JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA

Não seria o choro coletivo é livre?


A semana que ora se encerra foi generosa em fatos pitorescos oferecidos pelas celebridades do novo governo. Para não fugir das declarações polêmicas, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, um dos filhos do presidente Mito, disse numa entrevista à jornalista Leda Nagle, que se a esquerda radicalizar a situação pode reeditar o AI-5. Aos que não sabem o que foi o inaceitável Ato Institucional durante o Regime Militar, ele simplesmente acabava com todos os direitos do cidadão que a Ditadura entendesse como subversivo. Como aceitar isso?
Mas a coleção de pérolas deste governo não parou na ofensiva do deputado Eduardo Bolsonaro. Para esclarecer definitivamente o problema das manchas de óleo no litoral nordestino, o secretário de pesca e aquicultura Jorge Seif Júnior, numa live juntamente com o presidente Mito, disse que o “peixe é um bicho inteligente e foge quando vê um manta de óleo”. Por conta disso “ninguém corre perigo ao consumir peixe, camarão, lagosta porque esses produtos estão perfeitamente sanos”. Como respeitar uma equipe que trata um assunto sério desta forma?
Um terceiro acontecimento, porém, chamou a atenção dos sedentos por uma Justiça imparcial. Os desdobramentos sobre a insinuação que o presidente estaria envolvido com os autores do assassinato da vereadora Marielle Franco, por causa da visita de um deles na sua casa, repercutiu muito mal. Não bastasse isso, o próprio presidente confessou que pegou as gravações da portaria do Condomínio, alegando evitar que sofressem adulterações. Isso não é obstrução da Justiça? O fato é que o pedestal do Mito está cada dia mais questionável.
Além de concluir uma investigação criteriosa sobre as conversas entre o porteiro do Condomínio e os moradores das casas citadas, a promotora que declarou que este mentiu fez campanha para o presidente Bolsonaro. Talvez por entender o seu equívoco pediu afastamento do caso. Para os fãs incondicionais do Mito, tudo isso é manobra da Rede Globo por causa da ameaça de perder a concessão. Mas os que adoram ver o circo pegar fogo, ou o cerco das hienas sobre o leão, sentem o gosto de sangue diante de tantas situações embaraçosas divulgadas.
Infelizmente para os que esperavam uma gestão voltada para os interesses imediatos do governo Bolsonaro, a decepção deve ser imensa. Descontando os que só votaram nele porque não queriam mais o PT no poder, a sinceridade sobre o descontentamento não vem à tona por motivos desconhecidos. Vergonha? Reconhecer que foi enganado? Dar a mão à palmatoria que viveram dias melhores nas gestões petistas? Ou manter o único consolo que o Luladrão está preso? Como falaram à larga: o choro é livre, melhor Jair se acostumando, esse é o nosso Mito.
Frequentemente surgem postagens nas redes sociais sobre o bom desempenho do novo governo, apesar do pouco tempo para consertar a roubalheira generalizada praticada pelos petistas. O problema é acreditar no que divulgam. De quase fontes tiraram os dados? A Bolsa de Valores oscila ao sabor dos acontecimentos mundiais, o aumento do emprego, apesar dos salários mais baixos, pode ser devido as festas de fim de ano, a promessa de investimentos, atrelada à aprovação da Reforma da Previdência, não é compromisso assinado por nenhuma empresa.
Portanto, caro contribuinte brasileiro, o fato de usar uma simples caneta Bic na tentativa de demonstrar austeridade com os cofres públicos, não passa de jogo de cena quando questionados os gastos com o cartão corporativo da presidência. Ou seja, a nova política anunciada de forma arrogante e elogiável, bravamente apoiada pelos fãs que acreditam nele, está muito longe de ser comprovada no dia a dia do presidente salvador da pátria. Que o choro não se torne livre apenas aos que não votaram nele, mas a todos os atingidos pela inoperância dele.


J R Ichihara
03/11/ 2019

 Comente este texto


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: PcBR (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.