A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Walquiria Rocha Machado
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Conto
 
Não consigo explicar...
Por: Walquiria Rocha Machado

Sabe aquela orquídea que você me deu, naquele dia tão iluminado e feliz em que você veio na minha casa pela primeira vez e tudo era tão mágico? ela está florescendo cada dia mais... a cada semana abrem novas flores e eu me pego todos os dias olhando pra ela e lembrando de nós, dos nossos encontros, e da felicidade que nos cercava...

Hoje vejo que perdemos... deixamos de viver uma história tão linda, por estar ela construída em castelos de areia sem nenhum alicerce. O tempo foi passando e a realidade de você foi ficando clara em mim, e aí tudo se misturou com os sentimentos e começaram a surgir desacertos... eu não me encantava mais com você e nem com os seus planos imaginários, pois agora sabia que eram só planos e as palavras eram só palavras...

Agora começo a perceber que estamos nos esquecendo, e que a dor da minha perda se misturou com a decepção e tudo foi ficando menos doloroso... no começo confesso que fiquei desnorteada, não quis e ainda não quero falar com ninguém sobre o fim de algo que parecia ser tão real, guardei a dor, as mágoas e decepção dentro de mim e segui com um sorriso, mesmo estando com o coração quebrado e doendo muito...

Tive muito medo do amanhã e de todos os dias sem o seu bom dia e as suas flores virtuais para alegrar mais o meu dia... olho para a orquídea tão cheia de vida e de flores, e o meu coração aperta... só me resta te agradecer todos os momentos em que você me fez feliz e me fez acreditar que tudo era real, e que era para sempre...

 Comente este texto


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: EGfU (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.