A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Sonetos
 
SONETO DAS HORAS QUE PASSAM...
Por: Vilma Oliveira

As horas passam despercebidas aos acontecimentos
mais profundos desse meu ser. Passo a ler no teu olhar
o medo da solidão sólida, dura e cruel. Esse meu lamento
ensurdecido ecoa na alvorada quando te vejo chegar...!

Nessas palavras avulsas contêm segredos invioláveis
de intransponíveis extensões. Insondáveis mistérios
onde me contraio e descontraio ao sabor de afáveis
toques sutis, onde permaneço num mundo quase etéreo!

Na minha horizontalidade me imponho e disponho.
Investigo e me desligo, me iludo e me desnudo...
diante da tua ausência presenciada em pequenos

goles que eu bebo a cada dia quando te componho.
Compartilhei tua dor nas minhas veias e me iludo
sufocando teu nome em gestos febris de acenos...!!

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: ZPaH (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.