A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Sonetos
 
AMENIDADES
Por: Vilma Oliveira

Oh! Saudade! Vamos dançar nossa valsa triste
Pelos campos verdes da nossa imaginação...
E, quando tudo estiver perfeito, favo de ilusão,
Iremos mais cedo ver até o que não existe...!!

Mas pode ficar tranquilo. Oh! Meu coração!
Estaremos a salvo dos espinhos tortos...
Das plantas daninhas, dos caminhos mortos
Que brotam sem viço numa mesma canção!

Vem comigo, nesse barco a vela onde salvo estamos.
Das incoerências desse livro aberto da sabedoria...
Onde somos os mesmos quando nos amamos...

Vem minha poesia, em forma de sonho e saudade
Aceitar a marcha que nasceu ávida de dor e alegria
Encantar o mundo, rodopiar nos versos da amenidade!

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: beVe (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.