A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

SÉRGIO DA SILVA TEIXEIRA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Sonetos
 
SONETO DO MORTO VIVO
Por: SÉRGIO DA SILVA TEIXEIRA

Certo dia eu morri, embora viva
Pois o meu corpo ainda se aquece
Encena às vezes ser vivo e aparece
Teatro de uma mente ainda ativa

O tempo já me fez jogar a toalha
Deixei a luta antes da partida
Sigo vivendo a morte ainda em vida
Nesse caminho que ninguém encalha

No meu interior sempre em conflito
Contra os encantos da atualidade
Sou vencedor mesmo obsoleto

No meu corpo morto eu ressuscito
Nas palavras, portais da eternidade
Que eu abro através deste soneto.


Sérgio da Silva Teixeira
BAGÉ/RS.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: bVSL (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.