A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

José-Augusto de Carvalho
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poesia
 
TEMPO DE SORTILÉGIO * Asa ferida
Por: José-Augusto de Carvalho



Os anos não passaram sobre ti.

És hoje e sempre assim eu te verei:

a rosa na roseira que entrevi,

olor e cor do sonho que sonhei.



Perfeita foi a Vida e eu me rendi.

Ao fogo a consumir-me me entreguei.

Nas cinzas onde ardido me perdi

ainda abandonado me encontrei.



Que importa agora o nada que ficou?

Um dia só de sonho bastaria!

Bendita sejas, asa que voou

além do que sublima a fantasia!





José-Augusto de Carvalho

Alentejo*Portugal

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: EIdQ (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.