A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

José-Augusto de Carvalho
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Sonetos
 
TEMPO DE SORTILÉGIO * A grácil alba
Por: José-Augusto de Carvalho




Inominado mês que me trouxeste
a grácil alba duma antemanhã...
Que cálice de leite e mel me deste,
dum Éden sem serpente nem maçã!

Bebi e sem pecado contra Deus
o barro em mim senti que modelaste...
E os sonhos que eram teus foram os meus,
na pura comunhão de flor e de haste...

Nas águas de cristal dos quatro rios,
minha alba se banhava terna e doce,
menina em seus meninos desvarios...

Feliz, eu fiz da Vida o meu altar
e quis, por ti, que a grácil alba fosse,
além duma menina, o meu sonhar...




José-Augusto de Carvalho
Alentejo, 27 de Abril de 2020.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: CSaY (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.