A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

José-Augusto de Carvalho
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Sonetos
 
LIVRO TEMPO DE SORTILÉGIO * Em louvor da Poesia
Por: José-Augusto de Carvalho




É quando o verso atinge a forma e ganha altura

em ritmos de manhã e de sonoridade

que o verbo se compraz em halos de ternura

e encontra para a Vida a rima em liberdade



É quando a Poesia autêntica revela

ser a raiz, a planta, a flor, a melodia

que a luz de cada dia entrando p’la janela

me serve embriagada a vida em Poesia



É quando a soluçar Eurídice me chama

das sombras do não-ser que sei que não morreu

a flor que se desfolha em versos nesta vida



É quando o coração se dilacera em chama

que sei que em todos nós ainda vive Orfeu

que nunca a Poesia em nós será perdida



*

José-Augusto de Carvalho

Alentejo, 28 de Abril de 2005.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: MGJK (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.