A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Artigo
 
Radicalizou tanto que está ficando tudo igual
Por: JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA

O país já viu a outra face de alguns paladinos da moral


Que o palanque improvisado na saída do Palácio do Alvorada, onde o presidente Bolsonaro recebe aplausos dos fãs incondicionais, vê a plateia diminuir não é somente por causa do coronavírus. Seguidor fiel não o abandonaria neste momento difícil, recheado de denúncias contra ele, porque acredita que ele é o enviado parra salvar o país das gestões desastrosas dos corruptos que o antecederam. Só que não vê as mudanças estruturais importantes, o fim do toma lá, dá cá, a seriedade e transparência no gasto com o cartão corporativo, o fim da corrupção.
As notícias desagradáveis que denigrem a imagem de um presidente acima de qualquer suspeita são manobras da imprensa mentirosa, assim como de alguns ex-colaboradores que tiveram que deixar este governo. Nunca as Instituições guardiães da Constituição e demais segmentos da Justiça gozaram de tanta autonomia e transparência. Portanto, o Mito não vê problemas algum em fazer um churrasco entre amigos, muito menos passear de jet ski num domingo ensolarado, em plena pandemia. Só porque ele é o Messias querem milagres dele?
Mas infelizmente a política tem os seus meandros traiçoeiros que nos obriga a tomar medidas constrangedoras. Daí que as mudanças necessárias para acabar com as negociatas, a troca de favores entre o Executivo e o Legislativo, a velha prática abominável que ficou conhecida como o “toma lá, dá cá”, é o único recurso para manter os canais abertos entre esses Poderes. Este câncer maligno, que o Mito prometeu extirpar de vez da vida nacional e parecia eliminado definitivamente, mostrou que a metástase se revelou com o atual governo, via Centrão aliado.
O fato é que alguns atuais governadores e outras celebridades já declararam nos meios de comunicação como redes sociais e demais recursos da mídia, o arrependimento em eleger o atual presidente da República. Qual é a reação do Mito? Pelas respostas, quando resolve dar para quem pergunta, ele entende a crítica como algo pessoal e devolve com alguma desqualificação ao autor da ousadia – os fãs adoram quando isso acontece. Afinal, esse negócio de diplomacia e fala macia não é para quem foi forjado nas Forças Armadas, um cara preparado para a guerra.
Como a Economia é mais importante que a vida humana, pelo menos neste governo, o contribuinte não pode deixar de olhar para as ações do superministro Paulo Guedes, o Posto Ipiranga. Depois de propor congelamento de salário para o funcionalismo, com o cuidado de preservar alguns “parasitas”, visando aliviar os cofres públicos. Mas a população ficou sabendo, pelo que vazou de uma reunião ministerial, sobre a privatização do Banco do Brasil. Disse ele que o governo federal precisa “vender logo a porra do BB”. Linguajar típico desse governo?!!!
Os sobreviventes das privatizações - a promessa era de quitar dívidas e melhorar a qualidade e o atendimento dos serviços oferecidos -, têm dúvidas sobre a real intenção dos governantes que fizeram isso. Se olhar apenas para o lucro financeiro maior, a proposta tem lá suas razões. Mas aprofundando a visão sobre outras atribuições de algumas estatais, o cidadão consciente questiona sobre o resultado com um todo. Empresa pública também serve para reduzir a desigualdade social no Brasil. Como alguns ficarão depois de venderam a “porra toda”?
Um simples questionamento, porém, tira do sério o incorruptível presidente e seus ferrenhos seguidores. Por que o aviso aos seus ministros e ocupantes de algumas Pastas, que será exonerado quem negar cargos para o pessoal indicado pelo Centrão? Não precisa ofender a mãe do cidadão que quiser saber apenas o porquê. Se na Velha Política isso era exatamente o “toma lá, dá cá”, que o Mito prometeu sepultar de vez, qual é o nome disso na Nova Política? Aos que ainda acreditam na figura do Salvador da Pátria, é bom voltar à realidade do dia a dia.


J R Ichihara
18/05/2020

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: BfJA (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.