A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Albertino Fernandes Neto
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poema
 
GENTE
Por: Albertino Fernandes Neto

Gente que nasce, que cresce, que vive
Gente que come, que dorme, que labuta
Gente que banha, que lava, que apanha
Gente que anda, que corre, descansa

Que mundo que passa, rodopia, se esvai
Que clareia, escurece, e também anoitece,
Que mundo que cansa, que brilha, que encanta,
E desabotoa, desnuda, por fim embalsama

Que morre, padece, que morro, que morre
Que renasço, que revivo, que exulto
Que brigo, que venço, que perco
Sou mudo, sou fala, sou voz, sua voz

Sou homem, sou bicho, sou mulher, sou infante,
Sou flor, sou espinho, neste mundo sou terra
Sou nada, sou tudo, complemento o vazio
Esmoreço, me acalmo, me afago, me apago

Albertino Fernandes (Pensa-me)

www.paralerepensar.com.br

 Comente este texto


Comentário (1)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: ePGg (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.