Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

CARLOS EDUARDO DE OLIVEIRA ANDRADE
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poesia
 
ESQUINAS
Por: CARLOS EDUARDO DE OLIVEIRA ANDRADE

Eduardo Andrade (Duda)
EC, 17/05/2007
Direitos Autorais - sob nº 415.390
Protocolo nº 1220 – Recibo nº 528.8
Textos Seletos – Págs.: 16 e 128 – Ano: 2008 - RJ/BR



As esquinas agora estão sem alma
e nem mais o amor as dobram.
Nelas, os desencontros se encontram
em meio às desilusões
em confronto com grandes emoções.

Das esquinas nem mais um sorriso,
agora só mágoas a rolarem
pelas calçadas
e por tantas madrugadas.

E apesar dos contratempos
elas ainda tudo vêem, tudo ouvem,
mas nada falam
pelos dias que por elas passam.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: cBSB (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.