A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Bruno Silva de Carvalho
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Artigo
 
Sonhar
Por: Bruno Silva de Carvalho

Nos dias de hoje está cada vez mais difícil ouvir falar em sonhos. O dia-a-dia da atualidade está voltado para valores que impossibilitam o crescimento pessoal e coletivo.
Nossos sonhos podem ser comparados aos objetivos que buscamos no decorrer de nossa existência, nossos desejos mais profundos. Mas como alcançá-los? Será que se o indivíduo ficar parado olhando o mundo girar conseguirá algo frutuoso?
Certa vez, Ghandi disse um provérbio que se encaixa bem e demonstra bem a dinâmica dos sonhos, o provérbio diz:
"O ontem não foi apenas o passado, mas também a história, o amanhã não será apenas o futuro, mas também um constante mistério e o hoje é uma dádiva por isso se chama presente".
Quando Ghandi diz que que o futuro é um constante mistério, abre campo para duas discussões: o livre-arbítrio e o Determinismo. O sonho não é algo que se encaixa ao Determinismo, pois ele é constituído de secolhas, isto é, está vinculado ao livre-arbítrio, ao direito de escolha, a chance de cada um escrever sua própria história à sua maneira e de acordo com seu modo de pensar e de agir. Cada um possui o direito de escolher o que é bom ou ruim, desde que não interfira de maneira negativa na vida de seu próximo.
Se o homem escolher para sua vida a postura Determinista, está jogando pela janela a chance de ser livre e assumir sua liberdade, com isso passa a tornar-se produto dos mecanismos do universo. O indivíduo deve deixar de ser um mero produto e tornar-se produtor. Deve-se deixar de ser personagem e tornar-se autor.
A vivência de um mundo mais justo depende de uma pitada de ajuda mútua, uma colher de chá de livre-arbítrio e consciência a gosto.

 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: aPRO (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.