A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Antuérpio Pettersen Filho
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
BRASIL X EUA :DECLARADA A GUERRA DO ALGODÃO...
Por: Antuérpio Pettersen Filho

BRASIL X EUA :DECLARADA A GUERRA DO ALGODÃO...

Por : Pettersen Filho


Conceito extraído do Dicionário: “O “Algodão” é uma fibra branca ou esbranquiçada obtida dos frutos de algumas espécies do gênero Gossypium, família Malvaceae.
Contudo, contemporâneo, em expansão e fama, ao Inglês Charles Darwin, Criador da Teoria da Evolução Natural das Espécies, nascido na mesma Inglaterra, Berço, e pretexto, da Revolução Industrial, com seus teares, a tal “fibra branca”, à partir da Pequena Ilha Bretanha, conquistou quase meio mundo, desde o do Século XVIII, tendo, justamente, no Algodão, a sua principal matéria prima.
Fibra com o qual se fia e tece roupas, fazendo frente a uma das primeiras necessidades da Humanidade, na sua busca incessante pelo abrigo e pelo calor, a “Plantinha”, carinhosamente chamada de “Algodão”, em seu protagonismo único, foi capaz de, realmente, sacudir o Mundo.
Ponto de partida para a própria Revolução Industrial, com seus teares e rústicas Maquinas a Vapor, movidas a partir do rico carvão depositado em solo Inglês, depois de expandir-se para a França e o restante da Europa, o Algodão, finalmente, por mãos inglesas, alcançou a América do Norte, e se espalhou por todos os Estados do Sul, sob controle e técnicas inglesas, a partir do que a região tornou-se a maior fornecedora de matéria prima ao Mundo.
Visto, contudo, sob o ponto de vista da Ótica Britânica, como aparente solução, o alastramento da Fibra na América do Norte, então Colônia Inglesa, com a súbita ruptura dos vínculos entre a Inglaterra e os EUA, com a Guerra pela Independência, de solução, passou, ademais, a ser um problema, posto que, enquanto o Norte dos EUA se industrializava, independente da Inglaterra, os Estados do Sul, no entanto, permaneciam vinculados, cultural e economicamente, a Inglaterra, o que culminou na Guerra de Secessão Americana, até que os Estados do Norte viessem arrebatar dos Ingleses, o Sul, e suas imensas províncias de Algodão, logo após, levado também para o Meio-oeste Americano, nunca mais perdendo o seu valor, e a sua grande importância, na Economia dos Estados Unidos.
Decorre que, com a expansão da Cultura do Algodão para outros rincões do Mundo, a destacar o Brasil, e suas novas fronteiras agrícolas, os EUA, quem sempre superdimensionaram a sua importância, hoje, ilegalmente, pratica condenada pela OMC – Organização Mundial do Comércio, subsidiam as suas plantações, fazendo com que o produto chegue ao Mercado Internacional com preços artificialmente baixos, prejudicando os demais paises produtores, uma vez ser impossível concorrer, nessas condições, com a maior economia do Planeta.
Assim é que, após longo e arrastado processo, os EUA foram condenados, no âmbito da OMC, quem regula o Comércio e impõe as suas regras, privilegiando, sobretudo, os próprios EUA, e suas inumeráveis patentes industriais, a partir de processo instaurado contra os EUA, pelo Brasil, o que deu o direito, ao País, de retaliar o subsidio americano, impondo sobretaxas de importação aos produtos americanos, ao ingressarem no Brasil, até um montante de cerca de 829 milhões de dollares, por ano, como compensação ao subsidio oferecido aos produtores de algodão pelo Governo Americano.
Decorre que, do Discurso Liberal Americano, à Moda do “Faça o que eu mando, mas não faça o que eu faço”, até que se implemente tais medidas, da teoria à pratica, o contexto é bem diferente: Afinal, como uma Economia, como a Brasileira, que não atinge nem 20% do PIB americano, pode peitar, impunemente, a maior Potência do Planeta ???
Assim é que, enquanto o Governo Lula, numa braveza de “David x Golias”, repleto de moralismo e judiciosas razões, prepara uma suposta Lista de Produtos Sobretaxados, porquanto, por outro lado, sinaliza com caudalosas nuvens de fumaça, e gesticula aflitamente com o cachimbo da paz, em busca de algum sintoma de acordo, ou mediação, americanos, fazendo ameaças, até, de quebrar as patentes americanas, e não pagar royates de alguns produtos licenciados, a “Briga”, ou seja, o “Contencioso”, Brasil x EUA, na pratica, ameaça terminar, como num Filme Pastelão Internacional, no Carrinho de Algodão Doce, nas frentes das escolas brasileiras...
F-15 Eagles e F18 Super Hornets, americanos, a parte, diante dos quais não podemos fazer frente, com nossos singelos AT 26 Xavantes, ou nossos bravos F-27 Supertucanos, que em ultima instancia, é o que realmente importa, quando cessa a Diplomacia, e iniciam-se as Hostilidades, inconcebível, teremos, na verdade, na eventualidade de um “Conflito Aberto”, muito provavelmente, como munição única, muita anilina avermelhada e açúcar mascavo, para dourar nossos cândidos chumaços de Algodão Brasileiro, sem mercado ou futuro econômico...
Será ???

 Comente este texto


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: VbWX (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.