A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
OS DESLIZES POLÍTICOS
Por: ANTONIO PAIVA RODRIGUES

OS DESLIZES POLÍTICOS

“No Brasil de hoje, os cidadãos têm medo do futuro e os políticos têm medo do passado”. (Chico Anysio).
Para ilustrar este artigo estamos colocando ao conhecimento público duas frases de muita relevância para todos, visto que são conotações de autoridades bastante conhecidas. “Se o povo não pode confiar em seu governo para fazer o trabalho para o qual ele existe, proteger a população e promover o seu bem-estar tudo está perdido. (Barack Obama)”. “Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida, quanto ao ponto de chegada, depende de cada um”. (Fernando Sabino).

É do conhecimento de todos que nós elegemos os nossos representantes, através de eleições gerais conforme preceitua a Constituição Federativa do Brasil de 1988, no entanto, indagamos se é do conhecimento dos eleitores quais são os deveres e as obrigações dos políticos eleitos para diversos cargos dentro da política brasileira, sejam nas Assembleias Legislativas, nas Câmaras, no Senado Federal, nas Prefeituras e Governos estaduais.

Recomendamos aos eleitores brasileiros que a cada eleição, indicamos nossos candidatos para que ocupem cargos políticos e conheçam as funções de cada um e vote com consciência, visto que aqueles que vendem seus votos, jamais poderão criticar bem como reclamar pelo erro cometido. Aqui em nosso País, a cada dois anos passamos por eleições municipais, estaduais e federais. Para exercermos a cidadania a contento é de suma importância que saibamos o que cada político faz, bem como quais as suas atribuições.

“O cargo mais importante em um município é o do prefeito, isto porque os políticos de um município são os mais próximos de sua população e eles devem saber de todos os problemas locais”. Os vereadores também têm papel importante para um município, pois a principal atribuição de um vereador é de ser representante do Poder Legislativo, além de fiscalizar todos os atos do prefeito, como a administração Pública, os gastos e criar a Lei Orgânica do Município.

Será que os políticos da situação, isto é os que estão ao lado do Prefeito fiscalizam a sua gestão? Vejam que somente para o cargo de vereador não há limites de reeleições e cada cidade pode ter de 9 a 55 vereadores, de acordo com o tamanho e população dos municípios. O prefeito, chefe do Poder Executivo, é responsável por administrar a cidade, colocar em prática políticas, obras e projetos e cuidar do bem estar de sua população através de diversos convênios com outras instituições, além de planejar obtenção de recursos com os governos estadual e federal para manter todo o serviço público em funcionamento e administrar as verbas direcionadas a cada departamento municipal.

Além dos vereadores, quem comanda os destinos de um Estado é o Governador com auxílio dos deputados estaduais que se reúnem nas Assembleias Legislativas. Entre os cargos estaduais, o de governador é o mais importante em um estado. O governador escolhe os seus comandados, além de responder por todos os atos de sua administração e buscar recursos junto ao governo federal. Já o deputado é responsável por criar leis, revogar e criar emendas para as leis, e ainda tem a responsabilidade legítima como representante do eleitor na esfera Estadual, responsável por Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI’s) e fiscalização das contas do governo. Podem ocorrer reeleições por diversas vezes.

A responsabilidade de prefeito, vereador, governador e deputado é de suma importância para cada estado da Federação. Uma péssima gestão acarretará enormes prejuízos para o estado e, principalmente se dentro desse ciclo existirem políticos desonestos e corruptos. Os considerados corruptos precisam ser extirpados do meio político para não contaminar os demais. O político que se preza tem uma faina diária árdua, pois o progresso de qualquer setor depende da somatória de esforços de todos eles. O pilotis da política deve ser forte e tudo que é discutido nas Assembleias e Câmaras deve ser do conhecimento da população municipal e estadual.

Afinal quais são os deslizes políticos? Não seja um analfabeto midiático, esteja por dentro de tudo e passe a conhecer melhor os que fazem política em seu estado e no Brasil. O analfabeto midiático ouve e assimila sem questionar, fala e repete o que ouviu, não participa dos acontecimentos políticos, aliás, abomina a política, mas usa as redes sociais com ganas e ânsias de quem veio para justiçar o mundo. Prega ideias preconceituosas e discriminatórias, e interpreta os fatos com a ingenuidade de quem não sabe quem o manipula. É aquele eleitor que se deixar enganar por promessas fantasiosas, mesmo sabendo que se eleito for o político não cumprirá nem um terço do que foi prometido em campanha.

O político mais importante para o Brasil é o Presidente da República seu cargo é de suma importância para todos, pois ele representa a nação perante o mundo e é responsável por definir estratégias para governar bem, além de escolher seus Ministros e cuidar da Economia da nação. Existe a figura do senador da República cuja tarefa principal é fiscalizar o presidente da república, os ministros de estado, bem como o vice-presidente, além dos recursos públicos e adoção de leis para benefícios dos estados. O senador é um revisor das decisões dos deputados federais. É de suma importância a responsabilidade política para uma nação, mas não entendemos porque um grande número de políticos desvirtuam as suas atribuições e responsabilidades e se embrenham no mundo da corrupção.

O famoso Bertold Brecht afirma que o analfabeto político é o pior analfabeto, ele ouve, não fala, não participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio depende das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia política. Não sabe o imbecil, que da sua ignorância nasce à prostituta, o menor abandonado, o assaltante e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, o corrupto e o espoliador das empresas nacionais e multinacionais. Vale ressaltar que o Brasil está repleto dessa classe de políticos.

O brasileiro já se acostumou com a mania de “grandeza” e insere em suas vidas títulos de monarquias, ou seja, campeão de todas as modalidades, pensa ou tem vontade de ser superior a tudo. O título mais usado pelos patrícios é o de “Rei”. Rei da música, rei da voz, rei do futebol, rainha dos baixinhos, e agora assumimos o reinado da corrupção. (callichirus, major, Stimpson, 1886) é um crustáceo decápode, que pertence à família Callianassidae, apresenta indivíduos maiores atingindo 20 centímetros de comprimento, tendo o abdome com coloração amarelada. Possuem garras em formas de pinças sendo uma delas bem maior que a outra. Deve-se tomar cuidado com os espécimes de maior tamanho já que sua garra pode causar pequenos ferimentos.

São apelidados de corruptos, pois são muitos, não “aparecem” e são difíceis de capturar. Vivem em praias rasas de areia fina próxima à linha d’água em profundas tocas verticais escavadas na areia. A estrutura é extremamente delicada devendo ser amarrado ao anzol com elastricor sem apertar demais. Estes são os simples corruptos encontrados em diversas praias brasileiras. É o corrupto que não faz muito estrago, porém existem outros tipos de corruptos aqui na terrinha brasilis. Esses podem ser apertados, imprensados, presos e aniquilados. São os corruptos da política brasileira. Seu número é incalculável e estão espalhados por todos os partidos e em todo território nacional.

“São “famosos” e já são conhecidos por suas malandragens como:” valerioduto, corruptodutos, mensaleiros, cuequeiros, propinodutos, banheirodutos, licitadutos, eletrodutos, petrodutos, entre outros. Aliás, todos eles dizem ser imunes, pois possuem imunidade parlamentar e ainda se passam por bonzinhos e muitos deles são protegidos da “justiça”. Quem apoia e elege políticos com esses predicados são conhecidos como analfabetos políticos como citamos anteriormente. Fiscalize o seu vereador, o seu prefeito, o seu governador e de preferência o seu candidato de confiança.

Hoje o descaso é grande com ruas e avenidas sujas, obras inacabadas, falta de saneamento básico, filas homéricas em hospitais, saúde fragilizada, educação morta e segurança arquejando. Já liquidaram a economia do País, e tomam providências funestas para liquidar de uma vez com a camada mais carente do Brasil. Infelizmente essa é a realidade da politicagem que se pratica em nossa pátria amada. Pense nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI- DA ACE- DA UBT-JORNALISTA- MEMBRO DA ALOMERCE-PORTAL CEN.


















Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: GFMD (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.