A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Jornalismo
 
Tiradentes: exemplo de patriota
Por: Marlene A. Torrigo

Diante de tantos canalhismos atuais das classes dominantes no Brasil, José Joaquim da Silva Xavier, o nosso célebre Tiradentes, dispensa grandes apresentações para que saibamos quem foi esse mártir excepcional, cuja história de luta pela Independência do Brasil, então colônia de Portugal, conhecemos desde a escola primária.
Como exemplo de outros mártires da história da humanidade - como William Wallace, mártir da Escócia -, Tiradentes, foi o líder da Inconfidência Mineira, um dos mais importantes movimentos pela liberdade social.
Atualmente, em que brasileiros arcam com severos tributos e as classes dominantes lutam para acabar com as “regalias” dos trabalhadores brasileiros, àquela época, no Brasil, as autoridades portuguesas exigiam dos brasileiros o quinto de todo ouro extraído em terras brasileiras. Quando não atingiam esse montante, tropas portuguesas brutalmente invadiam as propriedades e surrupiavam pertences para completar o valor devido à Coroa.
Era mais ou menos como hoje: se nos negamos a pagar tantos tributos pesados - lembrando que o Brasil Brasil lidera a lista dos países com pior retorno à população do dinheiro arrecadado com impostos – negam-nos todos os direitos sociais e a felicidade à nossa liberdade, ampla, geral e irrestrita- que já não é tudo isso.
No final do século 18, revoltados, alguns membros da elite brasileira, entre intelectuais, fazendeiros, militares e donos de minas, influenciados por ideias e ideais de liberdade, começaram a sonhar com um Brasil livre, que desde descoberto em 1500, subjugava-se às ordens imperiais portuguesas.
Tornou-se Tiradentes o líder da revolução chamada de Inconfidência Mineira. Sonhava com a Republica, mas foi traído por um dos inconfidentes, Joaquim Silvério dos Reis, que delatou o movimento formado por Tiradentes para as autoridades portuguesas, em troca do perdão de suas dívidas com a Coroa. Os inconfidentes foram aprisionados, acusados de crime contra o Rei de Portugal. Alguns permaneceram presos no Brasil e outros foram degredados para a África. Tiradentes assumiu a liderança do movimento, foi enforcado, seu corpo esquartejado e seus pedaços ostentados para todos saberem o que acontecia com traidores.
A Inconfidência Mineira não vingou, mas, tornou-se o marco de luta pela independência brasileira, conquistada 100 anos depois.

“No ano de 1305, William Wallace, um guerreiro escocês, líder da resistência contra a dominação inglesa, foi traído por um compatriota e preso pelos ingleses, sendo levado para Londres e julgado sem direito à defesa, por um tribunal designado pelo rei Eduardo I. Foi condenado por traição e assassinato. Condenado, foi enforcado e esquartejado. A luta de Wallace, contudo, não foi em vão. Pouco depois da sua execução, a luta contra o domínio inglês teve sequencia, e a independência da Escócia foi restabelecida. O mártir tem sua vida retratada no filme "Coração Valente". ” (Fonte: Web)

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: FafW (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.