Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Jornalismo
 
A República Federativa do Brasil e as fábulas
Por: Marlene A. Torrigo

Se verdade ou ficção a manchete de que o juiz Moro desabou de cansaço com a cabeça sobre uma bíblia, “descansando no divino”, não importa. Realmente, muito comovente para o povo a clara, objetiva e sucinta matéria do repórter que clicou o célebre magistrado. Leia-se essa parte, diga-se um mar de sensibilidade: “Ele (Moro, debruçado sobre a bíblia) parecia agradecer e ao mesmo tempo buscar um colo, carinho e forças.”
Se a cena de fato aconteceu, que bela imagem santa para crédulos! E o repórter, claro, sabia que a imagem lhe renderia fama no rabo do foguete - tendo montado a imagem ou não.
A sensível e muito ingênua matéria, elaborada propositalmente para comover a banda larga do povo em relação ao descanso do guerreiro – que trabalha tanto quanto muitos brasileiros que não ganham nem meio “sálaro” mínimo, viralizou nas redes sociais. O povo, mítico e místico povo, claro, creu piamente e meteoricamente a está compartilhando. Quem sabe não aclamarão Santo Moro, que muitos dizem ser um homem de Deus, para candidatar-se à presidência da Republica Federativa do Brasil, quem sabe! Tudo é possível em terras tupiniquins. Como é!
E como milhares de matérias seguindo num rastro de pólvora em toda a mídia virtual, não conseguimos separar o joio do trigo, não conseguimos separar verdades de mentiras, não sabemos quem é anjo ou bruxo, posto sermos tapeados o tempo todo.
O que acontece nos bastidores da nação só o diabo sabe. Contudo, sei que se eu me dispusesse a elaborar uma enquete perguntando a cada bicho de uma pata, duas, três, cinco, dez, ou pata nenhuma, qual é o nome completo do Brasil, o resultado seria desanimador.
Destarte, prefiro divertir-me assistindo as fábulas dos hilários Irmãos Metralhas, personagens da Disney, em suas tentativas inglórias de roubarem a caixa forte do Tio Patinhas. Tem o Vovô Metralha que sofre de amnésia – todos os políticos sofrem deste terrível mal - e parentes notórios como o Primo Azarado, o Meio Quilo e os sobrinhos Metralhinhas, rivais dos irmãos Huguinho, Zezinho e Luizinho, sobrinhos de Donald. Às vezes, outros bandidos cooperam com os Metralhas, como o Patacôncio, o Mancha Negra, o Bafo de Onça e o Dr. Estigma. Igualzinho onde mesmo?
Eu morro de rir assistindo os Irmãos Metralhas. Mas, não tem como evitar... Acabo equiparando as lúdicas animações com certas estrepolias que acontecem no meu querido Brasilzinho.

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: fRMA (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.