Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
Nosso país seria “sui generis”?
Por: JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA

Quem não mente pode!


Pelas contradições, de acordo com o entendimento popular, ficamos com a impressão de que somos mesmo “sui generis”. Da mesma forma que a autoridade máxima (?), aquela que não mente, determina contenção de gastos públicos, a mídia divulga que o Conselho Superior do Ministério Público Federal autorizou um aumento de 16% para os procuradores da República. Além disso, os parlamentares articulam para garantir uma verba de R$ 3,6 bilhões para os partidos políticos nas eleições de 2018. Então... Os vinte anos de congelamento eram para quem?
Estudiosos dos problemas brasileiros sempre afirmaram que há dois Brasis imiscíveis por motivos nitidamente explicáveis. Enquanto, de um lado, o acesso a todas as oportunidades de usufruir da riqueza que, teoricamente, seria de todos, é farto de portas abertas, de outro, a fatia maior da população, aquela que não tem o que comer, a generosidade de cercas de arame farpado deixa claro quem não é bem-vindo. Se a sobrecarga na folha salarial dos procuradores é de R$ 116 milhões, isso pouco importa porque é para o bem do país. Já o Bolsa-família... induz ao ócio.
Muito se tem perguntado o porquê da ausência de uma manifestação extremamente ruidosa e visivelmente decidida a acabar com este tratamento que a população recebe. Quem sabe? Será porque a mídia que manipula a consciência da sociedade, até de quem se considera esclarecido, não apoia tal movimento? Ou porque os donos do poder estão se lixando para o que o contribuinte acha deles? Pelo sim, pelo não, o laço está cada vez mais apertado no pescoço do cidadão que não é agraciado com tantas benesses – são convocados apenas para pagar a conta.
Com a aprovação da Reforma Trabalhista o medo de perder o emprego aumentou. Quem pensa em fugir da instabilidade e continua se preparando para concursos públicos deve ter observado que muitas prefeituras publicam editais. Mas os cofres municipais não estão vazios? Como vão pagar os salários atraentemente oferecidos? Paralelamente ao clima que se instalou depois desta Reforma, o governo federal já anunciou que vai oferecer aos servidores do Executivo um Programa de Demissão Voluntária (PDV), com a finalidade de enxugar a folha de pagamento.
O fato é que o trabalhador que não é contemplado com o carinho e a atenção dos procuradores da República e do Congresso, vê seu horizonte cada dia mais cinza. A onda de privatização também faz parte do projeto que pavimenta o caminho que leva à Ponte do Futuro. Já chegou ao conhecimento público a extinção da Infraero, a empresa estatal que cuida dos aeroportos no território nacional. O plano é privatizar os aeroportos e, com isso, acabar com a empresa. No resto do mundo, segundo alguns especialistas da área, isso não deu certo, mas...
Requentando o assunto do combate à corrupção, o motivo da queda do PT, o país soube, ontem cedo, que o ex-presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, foi preso pela Operação Lava Jato porque recebeu R$ 3 milhões de propina da Construtora Odebrecht. Este é mais um caso de alguém muito bem-sucedido, na gestão pública, que praticou um ato incompreensível para quem sobrevive com um mísero salário mínimo. Por que? Pela facilidade de embolsar uma grana sem muito esforço? Ou porque tem certeza da impunidade? Ah, essa baixa escolaridade... Triste!!!
Felizmente ainda não vimos o caso de um João Ninguém, aquele predestinado a viver na zona dos excluídos, envolvido em casos de corrupção ou qualquer escândalo do gênero. Mas até nisso somos “sui generis”. A população já viu com bastante frequência as investigações chegando a pessoas desprovidas de quaisquer sinais de riqueza, como sendo donas de empresas fantasmas – os chamados “laranjas”. Tal rótulo deve ser porque depois de serem espremidos e retirados o suco elas não têm mais serventia e são jogadas fora. Criatividade tupiniquim? Que país é este?


J R Ichihara
28/07/2017

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: WAeE (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.