Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 

 

JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
Mesmice ou está faltando assunto?
Por: JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA

Só pode interessar a alguém!


Parece que fora a Intervenção Federal no Rio e a escolha dos candidatos à presidência não temos novidade na mídia. Claro que os velhos e crônicos problemas continuam mais vivos e insolúveis que nunca, mas essa mesmice já chega a incomodar quem gosta de agitação, sacudida na galera, tirar os acomodados da zona de conforto. Mas a notícia da candidatura de Boulos, pelo PSOL, provocou desconforto interno em alguns que não veem com bons olhos a aproximação e os afagos mútuos entre ele e Lula. Afinal os fundadores deste partido foram expulsos do PT.
Será que caímos na batida tese de que em política tudo é possível? Que sem alianças fortes não se chega ao poder, muito menos se mantém nele? Ou isso é mais uma das artimanhas do meio caso a candidatura de Lula seja impossível? Vai saber a essência do que deixam chegar ao conhecimento de todos. O que todos sabemos é que os partidos viraram uma espécie de sindicato representativo de classes ou grupos de interesses. Daí a identificação deles como Evangélicos, Ruralistas, Militares, Empresários em geral. Quem representa o cidadão indefeso?
Os telejornais têm veiculado que o STJ rejeitou o pedido para evitar a prisão de Lula. Quem acompanhou todo o desenrolar deste julgamento ainda tem dúvidas que ele será preso e impedido de participar da eleição presidencial neste ano? Em quase todos os julgamentos houve unanimidade na condenação, portanto a prisão será questão de dias. Houve injustiça? Politizaram a Justiça? Gostem ou não os petistas são decisões de instituições que têm o poder para absolver ou condenar um réu, independentemente do cargo exercido. Adianta questionar a imparcialidade?
Apenas um escândalo voltou requentado para alimentar a curiosidade dos telespectadores: o assunto da carne fraca. Sem o estardalhaço anterior da Polícia Federal, os noticiários trazem ao conhecimento da sociedade brasileira os países que suspenderam a compra dos nossos produtos por causa da salmonela e as autoridades tranquilizam a população dizendo que puniram os laboratórios responsáveis pelos laudos fraudulentos. Entre mortos e feridos, supõem-se, todos escaparam ilesos. Até o ministro da Agricultura se pronunciou sobre o assunto.
Como não deixaria de faltar, o prato principal do cardápio, o narcotráfico, voltou a atrair as atenções dos holofotes. A Operação Ostium, com o apoio da FAB, interceptou um avião vindo da Bolívia, sem plano de voo, com 500 kg de cocaína. O piloto não obedeceu a ordem de pousar no aeródromo de Cuiabá-MT, pousando em uma pista de terra no distrito de Nova Fernandópolis, município de Barra do Bugres, a 169 km do local indicado pela fiscalização. Segundo a Polícia Federal, ele conseguiu fugir e provavelmente foi resgatado pelos integrantes da quadrilha.
Uma dúvida que sempre fica na imaginação das pessoas é como se faz um carregamento volumoso desses sem a mínima suspeita dos que combatem o narcotráfico? Pelo que se viu, o produto não estava disfarçado dentro de outro invólucro. Seria possível decolar com uma carga dessas em qualquer pista clandestina no meio da mata? Parece que esta guerra, do que jeito que a Lei está enfrentando, já tem um vencedor. Ou não há um mapeamento confiável sobre os locais de refino, embarque e desembarque das drogas – parece ineficiente endurecer o jogo nas favelas.
Infelizmente a pauta de assuntos dos noticiários só traz desânimo e preocupação para o cidadão comum. Dificilmente se ouve que a educação, a saúde e a segurança melhoraram no país por causa dos investimentos públicos nesses setores. Ou que um programa de austeridade em todos os poderes foi aprovado por unanimidade no Congresso. Triste país onde a confiança das pessoas nas instituições é tirada por quem deveria lhes garantir isso. A fartura de notícias ruins, os escândalos, a impunidade, o desemprego... só podem jogar a autoestima de todos na lixeira.


J R Ichihara
07/03/2018

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: ccfP (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.