Paralerepensar - Texto

Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 

 

 
Jornalismo
 
Sobre a SS de Hitler - e as crianças bomba de hoje
Por: Marlene A. Torrigo

A ambição e o poder de destruição de Hitler foram tão doentios que ele, antes do início da Segunda Grande Guerra, não hesitou em incutir nas crianças alemãs o ódio por judeus e dissidentes. O treinamento das crianças começava nas escolas primárias, onde aprendiam que pertenciam a uma raça superior. Doutrinavam-nas, portanto, a odiar as raças inferiores. Meninos e meninas tornaram-se os temíveis e terríveis soldados psicopatas da SS, treinados através de esportes e ensinamentos bélicos para massacrar, executar e dizimar seres humanos.
O orgulho dos jovens em pertencer à SS os colocava em pedestal. As famílias que tinham uma moça ou moço na seleta instituição eram laureadas, uma mulher que conseguisse casar com um soldado da SS era elevada à condição de princesa. Deuses na terra, os soldados, robotizados, dispunham-se a cumprir as ordens de Hitler em cega obediência, fé apocalíptica e maldade tirânica. Do resto da história todos sabemos.
Décadas à frente, vários combatentes da SS romperam o silêncio do porquê praticaram tanta atrocidade, defendendo-se, argumentando que não sabiam qual era exatamente a finalidade real do ódio incutido a eles contra judeus e dissidentes, que dizimaria milhares de judeus e não judeus. Mas eles, presume-se, seres humanos, sabiam o que faziam, sim! Riam das dores de suas vítimas e saldavam com orgulho o seu comandante supremo, cumprindo suas ordens com crueldade inimaginável.

Presentemente temos a fabricação de crianças bombas do Estado Islâmico, treinadas para lutar por amor a Deus. Incutem-lhes que se tornarão mártires, alçando-se puros ao reino dos céus. A partir dos oito anos, milhares de crianças pobres da Síria e Iraque, são doutrinadas e transformadas em terroristas de forma sistemática. O treinamento de milhares de crianças bomba é extremamente rigoroso. Elas têm que jurar lealdade, obediência e capacidade de matar os seus inimigos em exercícios reais. Degolar um inimigo ao vivo é uma das tarefas básicas impostas às crianças. Preparadas para os ritos suicidas elas recebem todas as honrarias. Seus doutrinadores fazem-lhe festas, suas famílias louvam a Deus pela graça recebida e o mártir recebe a certeza de que governo garantirá que seus pais receberão proteção e benefícios perenes.

Rousseau defendia que o homem nasce bom, mas a sociedade o corrompe. Sim, e como!
Nascemos em estado bruto, sem idealismos fanáticos. Ao longo da vida aprendemos tudo aquilo que nos distanciará do estado primitivo. Nos primórdios da humanidade não havia desigualdade entre os homens, mas o desenvolver das civilizações excitou o orgulho humano, transformando o amor, o pacifismo e a liberdade em ódio, grilhões e matança. Visivelmente, foi na ascensão das civilizações que milhares de psicopatas foram fabricados através de lavagens cerebrais, do fanatismo religioso, sob o jugo do terror e da tortura. Assim surgiram os pequenos e grandes ditadores da humanidade.

https://imagohistoria.blogspot.com.br/2012/08/rousseau-o-homem-nasce-bom-mas.html
https://www.youtube.com/watch?v=kypbhpKwDJ4

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: IGOV (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.