Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 

 

 
Jornalismo
 
2014: 7 X 1 - A vergonha nacional
Por: Marlene A. Torrigo

Tarde de terça-feira de 8 de julho... A poderosa Alemanha massacrando o Brasil por 7 a 1. Espanto, abismamento, choro. Nós, brasileiras e brasileiros vidrados em Copa do Mundo, vivenciávamos um pesadelo coletivo. Breve acordaríamos e assistiríamos o Brasil, talvez até perdendo, mas dando o coração, a raça, o sangue. Entretanto, a realidade apresentou-se inimaginável demais. Conjecturas sobre a pior derrota brasileira em uma Copa surgiram aos milhares. Não importa, importa que a derrota acertou fundo o coração do Brasil.

Adultos vivenciaram a emoção de ver o nosso país pentacampeão. Os da minha geração vivenciaram cinco copas ganhas. No jogo Brasil e Alemanha, penalizei-me das crianças nascidas na virada do milênio, que não conhecem a emoção de ganhar uma Copa e se depararam com a bola entrando angustiosamente do lado errado por sete vezes. Sete vezes!!! E um Brasil nem defendendo nem atacando pra valer numa decisão mata-mata de matar. Os alemães bailavam em campo enquanto o Brasil desabava.

Os mais velhos do que eu, que assistiram a derrota brasileira na decisão em 1950, certamente já não consideram que o Uruguai ter vencido o Brasil de virada, por 2 a 1, foi a maior catástrofe do futebol brasileiro em decisão mundial. Mesmo assim, gente bonita do meu país, essa triste derrota não há de nos tirar o patriotismo. Somos brasileiros com muito orgulho, pois sim?! Já desfrutamos alegrias imensas em copas do mundo. Não deixemos que a humilhante e histórica derrota para os alemães apague o brilhantismo do país PENTACAMPEÃO DO MUNDO. Nossas crianças e nossos jovens ainda vibrarão quando o Brasil sagrar-se hexacampeão mundial. Afinal, não somos penta por sermos os piores do mundo. O sonho nunca acabará. Uma derrota humilhante só servirá para nos fortalecer.

NOTAS
As crianças nascidas próximo ou após a virada do milênio não se lembram da conquista do penta pelo Brasil, em 2002, claro. Vale lembrar que na final desse ano o Brasil venceu a Alemanha por 2 a 1. Nesse dia os alemães choraram muito também.

Jules Rimet (Theuley-les-Lavoncourt, França, 14 de Outubro de 1873 - 16 de Outubro de 1956) foi o terceiro presidente da Federação Francesa de Futebol de 1919 a 1945 e da FIFA de 1921 a 1954. Sob a iniciativa de Rimet, a primeira Copa do Mundo de Futebol foi realizada em 1930 no Uruguai.

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: WKad (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.