A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
Fora da Copa? Vida que segue!
Por: JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA

Ódio no campo e no tapetão


Na última sexta-feira, 06/07/18, acabou o sonho do hexa, para alegria dos que detestam este evento alienante, com o país voltando as atenções para o que realmente interessa na vida da população. Que permaneçam na Rússia os que gostam de futebol, mas as eleições para presidente da República estão a menos de 3 meses de acontecer. Quem sabe não é chance de acertar no comando da equipe que vencerá os desafios que insistem em travar o nosso desenvolvimento. Se fracassamos no futebol, isso tem pouca importância agora. Vida que segue!
Mas o comportamento de alguns, após a derrota para a Bélgica, mostra que somos mesmo um país com pouca memória. Poucos lembram que a nossa Seleção, antes do Tite assumir, corria o risco de não passar pela fase eliminatória, sendo a primeira vez na história da CBF que isso aconteceria. Ficar entre os 8 melhores é vergonhoso, levando em consideração o que se evitou sob o comando dele? Além do mais, o adversário que nos superou vem apresentando bons resultados há algum tempo. Precisamos baixar a bola e respeitar, não temer, os concorrentes.
As críticas foram abundantes em relação ao técnico, ao astro principal Neymar, ao autor do gol contra, o infeliz Fernandinho, e ao melhor lateral esquerdo do mundo na atualidade, o Marcelo. Sobrou também para o goleiro Alisson, que para muitos não apareceu na hora que mais precisamos. A fartura de soluções e alternativas para virar o jogo brotaram aos montes nos programas que discutem futebol. Quanta sapiência reprimida! No ditado popular são os chamados engenheiros de obras prontas, os que mostram todos os erros cometidos durante a construção.
Para quem acha uma eternidade o período entre o penta (2002) e o sonhado hexa, vale algumas observações. As tetracampeãs Alemanha e Itália, amargaram 24 anos de jejum entre a última conquista e a anterior. O time mais cotado nesta Copa, a França, só ganhou uma vez, em 1998, há exatos 20 anos. A tão admirada Argentina está na fila de espera desde 1986, completando 32 anos, sem o gostinho, apesar de ser a finalista da última Copa. O que dizer dos inventores do futebol, a Inglaterra, que só chegou ao pódio uma única vez, em 1966? Então...
Diz-se que uma das nossas características é a emotividade. Fala-se que agimos mais com o coração do que com a razão. Talvez por isso a paixão pelo futebol, pois é um esporte onde a emoção mostra a sua intensidade durante uma partida. Deu certo? Explosão de alegria, comemoração e tudo mais. Perdeu? Muda o técnico, os pernas de pau que foram convocados, a direção da CBF. Simples assim. Poucos reconhecem que o adversário jogou melhor, soube anular os nossos pontos fortes, foi mais efetivo e teve sorte nos lances decisivos. Somos invencíveis!
Como tudo que aconteceu nos gramados da Rússia nada influencia no futuro do Brasil, não tem porque ficar remoendo o imutável. Para quem detesta futebol, assim como para quem o ama incondicionalmente, a eliminação nas oitavas de final tem peso zero na solução dos problemas estruturais que nos atrapalham há séculos. Bola pra frente! O momento de descontração e lazer é coisa do passado. Que as providências para melhorar o escrete canarinho sejam tomadas pelos responsáveis. Aliás, isso está entregue à competente iniciativa privada.
O anúncio sobre a ordem para soltar o ex-presidente Lula, por um desembargador de plantão no TRF-4, Rogerio Favreto, no último domingo (08/07/18), provocou mais um desentendimento entre os membros desta instituição. O presidente do TRF-4 decidiu que Lula deverá continuar preso, apoiado pela declaração de outro desembargador, Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, que o caso compete ao relator do processo Gebran Neto. É mais difícil assistir o cai, cai do Neymar nos gramados ou prende e solta da nossa Justiça? Portanto...


J R Ichihara
09/07/2018


Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: Efeg (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.