A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Jornalismo
 
Um caso muito engraçado na padaria
Por: YÉ GONÇALVES

Hoje cedo cheguei à padaria de costume. A mesma estava aberta e havia uma imensa fila aguardando a primeira fornada de pães, é claro. Percebi uma certa irritação por parte dos clientes, devido ao atraso do estabelecimento, pois já se passava das 07h30min.

Nisso, encontrei na fila um dos meus vizinhos, que me relatou um episódio, a meu ver, por demais engraçado. Ele dizia que acabara de sair dali um médico bastante irritado por causa do atraso daquela padaria. E que ele (o médico) dizia que não era justo que aquele estabelecimento atrasasse, pois ele (o médico) tinha compromisso com horário com os seus pacientes. E que saiu dali a ponto de enfartar-se.

Por um lado, acho muito engraçado. Por outro, devemos elogiar esse médico pela sua preocupação com a pontualidade com os seus pacientes, mas não sabemos se se tratava de consultas agendadas ou de emergência. Mas, neste último caso, logicamente, não daria tempo para ir à padaria.

Por que por um lado acho muito engraçado?

Acho muito engraçado o comportamento dos seres humanos em cobrar pontualidade dos outros; sendo que, muitas das vezes, não dão conta de cumprir os seus próprios compromissos nas horas marcadas.

Quantas consultas são agendadas para determinada data e horário, e os médicos, em sua maioria, não cumprem fielmente o agendamento? E como ficam os outros compromissos dos pacientes?

Quantas reclamações escuto de pessoas que precisam de atendimento nos postos de saúde e muitas das vezes os médicos se atrasam e às vezes nem lá comparecem?

Certa vez presenciei um médico, de idade pelos 50, exigir prioridade no seu atendimento, pois ele era médico e não podia atrasar com os seus pacientes. Sendo interrogado pelo oficial do cartório, o mesmo alegou que se tratava de consultas agendadas. Isso levou as pessoas da fila ao inconformismo com aquela exigência.


Isso não ocorre apenas em relação aos médicos. Ocorre também em muitos setores da administração pública nos níveis municipais, estaduais e federais, devido, em muitos casos, aos caprichos, à preguiça e aos interesses pessoais do administrador público. É o que percebo.

Nós outros cidadãos em busca de atendimento por parte da administração pública devemos cobrar e exigir os nossos direitos, respeitando, é claro, as limitações dos atendentes públicos.

Devemos, como cidadãos, em favor dos interesses da coletividade, verificar e avaliar o atendimento dos postos de saúde, dos postos policiais etc e tal. E, também, as condições dos ônibus de transporte urbano que são colocados a serviço da comunidade, pelo menos no tocante aos aparentes assim em relação aos pneus e à maneira como os motoristas estão dirigindo e se está havendo pontualidade.

Agindo dessa forma, estaremos desenvolvendo o espírito cidadão, cada um em particular, pelo que não haverá espaço para que casos muito engraçados como os da padaria, de hoje cedo, ocorra.

Muito obrigado!

 Comente este texto


Comentário (1)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: eKUC (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.