A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Jornalismo
 
Não basta saber a lição!
Por: YÉ GONÇALVES

Na Copa/2018 ficou comprovado que ter mais tempo de posse de bola não significa ter o resultado da partida nas mãos, caso não se saiba administrá-lo e transformá-lo em mais gols do que o adversário.

O campeonato brasileiro, em curso, vem demonstrando isso, comprovando que quem vence é aquele que, mesmo estando com o mínimo de posse de bola, saiba produzir o máximo para a sua equipe.

Assim, no cotidiano podemos perceber que ter uma quantidade vantajosa de dinheiro em relação às outras pessoas não significa que esteja em condições de produzir riqueza, caso não se saiba administrá-lo e dar-lhe a correta destinação.

E, também, ter conhecimentos científicos, filosóficos, políticos etc e tal, e não souber utilizá-los para o bem da coletividade, de nada adianta, aliás promove estacionamento na ignorância moral e social, levando a população ao empobrecimento em todos os níveis.

O tempo passa e com ele vamos todos nós, evoluindo material, moral, social e espiritualmente, nem que seja pela força da natureza. Já não se justifica esnobar-se em conhecimentos e em posses para sermos destaques em colunas sociais e "status".

Temos de estar conscientes de que a eficácia do negócio está na correta utilização e na justa destinação dos recursos que temos em mãos, para transformá-los em benefícios para a sociedade como um todo, promovendo justiça e igualdade social.

Já saímos de mais uma Copa e voltamos à realidade do chão deste país. É hora de aplicarmos a lição que, talvez, ainda não a saibamos de cor, mas a que já aprendemos na caminhada, nas experiências de outroras.

Chega-se o momento de renovação política, quando surge a oportunidade de o povo conferir poderes aos novos administradores, os famosos mandatos. Mas, se não souber a força que tem e não aplicá-la corretamente aos interesses da coletividade, as cenas se repetirão e as cantilenas serão as mesmas de antes.

As primaveras sempre chegam, dando-nos força e inspiração, ensejando-nos renovar os campos e abrir as janelas do peito e da mente, trazendo a lição, da qual, sabendo ou não de cor, possamos tirar proveito para o aprendizado na construção de um novo tempo.

Logo, não basta saber a lição!

Muito obrigado!

 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: XaIU (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.