A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Jornalismo
 
Nós - e o paraíso perdido
Por: Marlene Nascimento

A Terra é o provável paraíso perdido. (Frederico Garcia Lorca)
Mesmo uma vida feliz não pode existir sem um pouco de escuridão. (Jung)

Por não conhecermos pessoalmente uma pessoa da mídia, algumas delas admiramos e respeitamos graças ao seu comportamento transparente diante dos seus admiradores virtuais. Contudo, quando descobrimos que certa pessoa não era ou é tão respeitosa assim como imaginávamos (mui embora saibamos que para santo ninguém nasce), levamos um choque.

Obviamente que todos cometem transgressões morais, todos possuem seus segredos cavernosos, suas taras até. Felizmente a maioria de nós permanece hirtos no muro da moralidade. Se se pular para o outro lado virão à tona as psicopatias de cunho moral e/ou sexuais. Há de se saber que Freud foi rotulado com adjetivos rudes e de Jung foram descobertas anotações em que ele narrou as suas próprias bizarrices mentais.

Destarte, por esses dias eu li, em uma revista conceituada, a biografia sucinta de uma reverenciadíssima jornalista e poeta (falecida), relatando que ela fumava quatro cigarros por hora, que suas noites eram regadas de bebidas e que falava muitos palavrões. Talvez, devido a solidão em que vivia, ela promovia saraus no seu casarão, recebendo amigos que a paparicavam e, claro, aproveitavam para voejar no rabo do foguete.

Obviamente que ninguém que a conheceu tinha a ver nada com seus exageros, mas saber detalhes da sua vida, conhecendo-a como dínamo da literatura, realmente provoca, sei lá! Espanto talvez. Se bem que até aqui a inolvidável escritora não apresentava nenhum comportamento altamente bizarro de desvio de personalidade por fumar, beber e falar palavrões, mas para quem a via como uma montanha de preciosidades... (doeu).

Buscamos a perfeição nas coisas, nas pessoas, mas nem coisas e nem pessoas são perfeitas. E em se tratando de seres denominados racionais, muitos apresentam sério desvio de personalidade. Aliás, vivemos uma época em que transtornados moralmente proliferam na política e nas redes sociais - sem novidades, porque transgressores morais existem desde que habitavam nas cavernas e registraram o seu pior no mundo.

Para onde caminha o mundo? Será direito afirmar que desde que os hominídeos principiaram a povoar a terra, eles caminham para lugar nenhum? Será a terra o paraíso perdido? Por mais que tendamos ao otimismo, por mais que acreditemos de que alcançaremos o caminho da sincronia humana por intermédio do amor e da paz, a história das civilizações, tão refinada de matanças cruéis e desumanas que evoluíram até nós, parece nos dizer, sim, a terra é o paraíso perdido.

 Comente este texto


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: XPQJ (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.