A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Antuérpio Pettersen Filho
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
... COMO FECHAR O STF USANDO APENAS UM CABO, UM SOLDADO E UM JIPEE...”
Por: Antuérpio Pettersen Filho

EDUARDO BOLSONARO “ BOATOS DE COMO FECHAR O STF USANDO APENAS UM CABO, UM SOLDADO E UM JIPEE...”
Por : Pettersen Filo
Flagrado, em uma preleção, há quatro meses atrás, quando sequer se vislumbrava fosse ser Eduardo Bolsonaro o Deputado mais votado na História do Brasil, e por isso mesmo, quando indagado de que o seu Pai, Jair Bolsonaro, não antes, mas agora, Candidato virtualmente Eleito à Presidência da República, poderia ter a sua Candidatura Cassada, por uma dessas artimanhas, pelo STF – Supremo Tribunal Federal, Última das Cortes Dignitárias da República, afirmando em arroubo, diante de Público Juvenil, de que a Corte teria que “pagar para ver”, ao mesmo tempo que desdenhava o Tribunal, afirmando Estória ouvida, segundo Ele, nas ruas, de que para fechar a Corte, bastaria: “.. Um Cabo e um Soldado, sem que os desmerecesse, por tal empreitada, dispensando o Jipee..”, frase que se atribui a Jânio Quadros, nos anos sessenta, ou não, tal assertiva viralizou nas Redes, e trouxe a necessidade de Desculpas Oficiais por parte da Campanha de Jair Bolsonaro, a fim de remediar a Magoa súbita do Tribunal, insuflado pela Imprensa, quem desautorizou Eduardo, e gerou Carta de Bolsonaro, Pai, ao Decano da Corte, se retratando.

Np entanto, a mais absoluta verdade, entalada na garganta de cada brasileiro mais humilde, que sequer entende as atribuições da Corte, e dos seus Onze Ministros, quem, sozinhos, ganham cada um cerca de Quarenta Salários Mínimos, mais as vantagens pessoais, e acúmulos, que podem multiplicar por dez o próprio Salário, enquanto a grande maioria dos cerca de 200 milhões de brasileiros, sequer auferem o Salário Mínimo, com cerca de 14 milhões de desempregados, certo é que a Corte, erudita e cara, cujas decisões alcançam, no dia a dia, todos os brasileiros, seja sequestrando valores, ainda do Plano Bresser, há mais de vinte anos atrás, seja não disciplinando, ou regulamentando, Normas Constitucionais, Constituidoras de Direitos Pétreos, desde 1988, quando confeccionada, ou, quando, determina a Corte, é tal fato Crime Hediondo, com relação a um, e Não, com relação a outro, é Ela mesma, a Corte, em seu atos, e não atos, dia a dia, a culpada, ultima, pelo seu próprio e eventual Fechamento, quando, seus Ministros, do quilate de Gilmar Mendes, Lewandowisky, ou Dias Toffoli, seu atual Presidente, indicado por Lula, mal espera o fim das Eleições, para soltar o Patrão, ou expedem Alvarás de Soltura, para os Asseclas de Cabral, que assaltou os Cofre do Rio de Janeiro.

Enfim, cometeu Bolsonaro Filho, um único e derradeiro Crime, o Crime de falar a Verdade, sepultada e amordaçada, em cada Cidadão brasileiro, que teve o seu Carro Multado, em um Semáforo não balizado pelo Imetro, pela Industria da Multa, ou pelo Fiscal da Prefeitura, que apreendeu as suas maçãs, ou bolachas, vendidas na Esquina, como Ganha Pão ou Arrimo de Família, enquanto o Trafico de Drogas, ou a Milícia, cobra propina do Gás e da Energia, nas Favelas, sem que haja Câmeras da BHtrans ou da CET, nas Avenidas, em que, falou, nesse caso, Bolsonaro Filho, tudo que pensa, e sente, no seu mais profundo intimo, todo Cidadão brasileiro, roubado e injustiçado ainda que com o condão, e aval, do próprio Poder Judiciário, às vez\es conivente ou apátrida.

Quanto ao Jipee, se não houver, ou estiver com a bateria arriada, eu empresto o meu carro, e, até, se não houver um Soldado que se habilite, vou com o meu Treisoitão enferrujado....

Antuérpio Pettersen Filho, membro da IWA – International Writers and Artists Association, é advogado militante e assessor jurídico da ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Individuo e da Cidadania, que ora escreve na qualidade de editor do periódico eletrônico “Jornal Grito do Cidadã”, sendo a atual crônica sua mera opinião pessoal, não significando necessariamente a posição da Associação, nem do assessor jurídico da ABDIC



Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: CXLS (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.