A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
Normalidade depois das eleições: será que alguém acredita?
Por: JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA

O perigo de eleitores com sangue nos olhos


Os que apostam que a normalidade voltará a reinar no Brasil depois que as eleições presidenciais confirmarem quem será o vencedor podem estar sendo muito otimistas. Pelo clima observado antes do primeiro turno e logo após a divulgação deste resultado, os ânimos estão mais do que acirrados. Se os atos de violência que chegaram ao conhecimento público diminuíram, o dia a dia mostra que basta qualquer manifestação de preferência por um dos candidatos para acionar a centelha que provoca a explosão no ambiente. Não há inocentes de ambos os lados.
As intensas denúncias sobre esquemas de corrupção contra a gestão do PT, além da condenação do ex-presidente Lula e do impeachment da ex-presidente Dilma, colaram definitivamente a marca registrada de que este partido é composto pelos maiores ladrões que o país tomou conhecimento. Muitas denúncias, à parte serem verdade ou mentira, fornecem todos os motivos para o eleitor acreditar que eles saquearam os cofres do país. Portanto, os petistas não podem atribuir a má fama e a rejeição somente à oposição e aos meios de comunicação.
Por qual motivo o antipetismo levaria em consideração as conquistas sociais usadas largamente como trunfos da gestão do PT? A oposição está exercendo o seu papel democraticamente, mesmo que alguns petistas considerem que houve traições, oportunismo e outras puxadas de tapete por parte de alguns parlamentares da base aliada. O mundo político é fértil em reviravoltas dessa natureza. Por outro lado, a permanência no poder, mesmo com tantas denúncias sobre corrupção, pode ter contribuído para consolidar a arrogância neste partido.
Mas haveria razão para exterminar um partido que atuou por muitos anos como oposição? Alguns especialistas alertam que isso pode ser muito ruim a longo prazo. Quem valoriza a Democracia sabe que ter uma oposição atuante é fundamental para evitar os abusos por parte da situação. O regime político que não aceita os questionamentos dos adversários sobre a forma de conduzir os interesses de todos, deixa de ser uma Democracia e caminha para o Totalitarismo. O momento preocupa pelas declarações do provável futuro presidente sobre conviver com isso.
Infelizmente os exageros que chegam ao conhecimento da sociedade partem mais dos eleitores que apoiam o candidato Bolsonaro do que propriamente dele. Os recados dele sobre fuzilar a petralhada do Acre e do filho dele falando como fechar o STF, são inadequados, mas podem ser considerados exageros de campanha, uma bravata desnecessária para demonstrar poder e determinação. Mas a demonstração de ódio dos seguidores dele preocupam porque não podem ser responsabilizados como militantes do partido. Como reagirão se Bolsonaro não vencer?
Soube-se que até a presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a ministra Rosa Weber, foi ameaçada por um coronel da reserva do Exército, em vídeo na internet. Claro que o assunto vai cair no esquecimento porque surgirá a questão de ser ou não ser fake news. Mas numa declaração gravada em vídeo, o líder nas pesquisas eleitorais falou que logo após ser eleito presidente fecharia o Congresso. Sem oposição, sem STF, sem Congresso, com um TSE que permite fraude nas eleições... como ficará a defesa dos interesses do povo? Já vimos esse filme?
Talvez o ódio da maioria ao PT, onde não se pode tirar a razão de muitos, tenha empurrado a preferência desses eleitores para Bolsonaro. A justificativa é que tudo de ruim e negativo que Bolsonaro não faz questão de esconder, é melhor que reconduzir o partido dos ladrões ao poder. O fascínio por este candidato é tamanho que ele já disse que é melhor ter emprego sem direitos do que direitos sem emprego. Se para os empregadores isso é ótimo, parece que para os empregados é excelente. Mas só o tempo vai mostrar quem riu e quem chorou.


J R Ichihara
25/10/2018

 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: aAXe (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.