A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Jornalismo
 
Combater a corrupção das empresas: um grande desafio.
Por: YÉ GONÇALVES

Está sendo claramente perceptível a boa intenção do presidente eleito, Jair Messias Bolsonaro, em acertar, propondo um governo sem troca de favores, o que vem produzindo uma certa tranquilidade, confiança e esperança de um Brasil melhor, principalmente no tocante ao combate à corrupção.

Agora, segue a dica: não devemos esperar por uma ação miraculosa por parte do presidente eleito, tido como mito, ou seja, aquele que surgiu das forças irradiantes do deserto para salvar e conduzir o povo de Deus, e em nome de Deus, para a terra prometida, onde se instalará um Brasil melhor para todos.

Devemos, sim, em nossa condição cidadã, fazer a nossa parte, dando a nossa contribuição nas ações do bem em favor dos interesses da coletividade, acima dos individuais. Trata-se de um desafio.

Podemos colaborar positivamente em favor do combate à corrupção, começando a partir de nós mesmos, através do conhecimento das nossas inclinações morais, a fim de domá-las ou educá-las, podendo praticar, no dia a dia, pequenas ações assim como devolver o troco que veio para mais, evitar sonegar impostos e a "passar a perna" nas pessoas. Podemos, portanto, adotar a ideia de só fazer ao outro aquilo que gostaríamos que o outro nos fizesse.

Bom! Até aqui está fácil. Só depende do esforço que devemos adotar no autoconhecimento e nas correções de atitudes.

No entanto, um dos grandes desafios no combate à corrupção está em relação às empresas.

Através do twitter do escritor e teólogo Leonardo Boff, buscamos os seguintes dados, assim vejamos:

"O Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional, o Sinprofaz, estima que a sonegação tributária em 2013, foi de 415 bilhões; em 2014, de R$ 501 bilhões; em 2015, de R$ 420 bilhões; e, em 2018, foi de 346 bilhões até o mês de setembro."

É como se pergunta na gíria: "É mole?" "É brincadeira?"

Então, caríssimos leitores, esse é um dos grandes desafios a ser enfrentado pelo presidente eleito, no combate à corrupção, o que exigirá esforços e determinação por parte do Ministro Moro e de toda a equipe de governo.

Quanto a nós outros, façamos a nossa parte!

Muito obrigado!




* Hyerohydes Gonçalves dos Santos, "Yé Gonçalves", escreve também na revista O Consolador, na Agenda Espírita Brasil, no site do Recanto das Letras e no Portal do Espírito da Fundação Espírita André Luiz - FEAL.

 Comente este texto


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: QCcL (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.