A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Jornalismo
 
2018 - Um ano daqueles?
Por: Marlene Nascimento

Li alguns textos em que dizem que 2018 foi um ano daqueles para os brasileiros. Uma ano daqueles? Daqueles, por quê? Pelas palhaçadas eleitorais em que tudo se transformou num circo pirotécnico? Pela falta de ética e bons costumes de boa parte de internautas em redes sociais? Um ano daqueles pelo estado de guerra, revolução e FOME que (ainda) não vivemos?

Nós brasileiros estamos bem. Ricos e pobres buscando seu quinhão de felicidade. Aliás, diga-se que tem muito pobre desfilando de carro zero. Sim, significa que estão trabalhando como mouros. Não esqueçamos que as industrias automobilísticas geram emprego que vai do gari ao vendedor de carros. Todos sustem suas famílias e sonhos.

2018 foi um ano daqueles para os desempregados, para os moradores de regiões estéreis, para os enlutados, para os gravemente enfermos - os diagnósticos de cânceres duplicam. Nossos vizinhos venezuelanos... Que ano difícil para eles! Sabe lá o que é ter de abandonar sua casa, sua cidade, seu país, deixar tudo para trás e enfrentar a hostilidade de uma terra estranha, para fugir do espectro da Fome? Assim, excetuando-se os que lamentam exacerbadamente sem motivos reais para tanta jeremiação, acaba 2018 como um bom ano para a maioria de nós.

Destarte, nesses últimos dias do ano, agradeçamos a vida fascinante que temos e rendamos graças à realização de alguns sonhos pelos quais tanto batalhamos. Eu, que em 2018 publiquei o livro “Senhor de Valença - a anatomia da loucura”, pelo qual tanto sonhei, trabalhei e batalhei por 17 anos, até conseguir publicá-lo, rendo graças. Portanto, fé no sonho!

Tomara que 2019 nos seja um ano pleno de graças. Mas não nos esperancemos demasiado. Não sabemos o que nos aguarda ao dobrarmos as esquinas da vida. Facínoras, psicopatas e malditos espreitam em cada beco, em cada antro sinistro. Que o diga os cidadães venezuelanos, que jamais sonharam com o êxodo que vivem agora. Como disse um amigo, “O ovo da serpente está em toda parte, apenas esperando ser chocado.” Logo... Preparemo-nos para o melhor, mesmo temendo viver o pior (ou piores) dos anos.

 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: LCIc (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.