A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Jornalismo
 
A falta de vergonha na cara não tem fim
Por: Marlene Nascimento

Brasil... Um país de muitas belezas e riquezas impressionantes. Seria um paraíso terrestre se não houvesse tanta falcatrua, tanta corrupção desenfreada, tanto poder restrito à uma minoria. Assim, caminhamos por 2019 com tragédias terríveis. Primeiro Brumadinho, que deixou um rastro de espanto, horror, medo e dor por todo o país; depois o Rio de Janeiro que vem sendo açoitado por fortes tempestades, quase tornados; seguidamente vem Roraima, tomado por incêndios florestais, causando grande mortandade às fauna e flora; e agora os dez atletas do Flamengo que morreram dentro de um galpão incendiado.

Certo, há bilhões de anos a terra dá seus ajustes, mas em era hodierna a maioria das catástrofes são ocasionadas por negligências imperdoáveis, por atos deliberados ou por ações criminosas de atores sociais. Desastres natural e/ou ambiental, ambos sempre tem a mão do homem. O aquecimento global é causado pelo avanço tecnológico, constantes desmatamentos, explosão demográfica, desenvolvimento industrial acelerado e pela crescente queima de combustíveis fósseis. Sabe o Homem, lesionar a fauna e a flora, seja com gases poluentes, agrotóxicos, queimadas, falta de estrutura de socorro em situações críticas, como por exemplo nos incêndios de Roraima. E lixo, muito lixo!

Atores sociais são os famigerados sociopatas sociais, esses infames, canalhas, recheados de mentira, luxuria, ganância, narcisismo, sadismo, atuando como bem querem, jogando o povo nas garras da dor e do desespero. E o pobre povo recorre a quem quando não tem mais a quem recorrer? À religião. E diversão, claro. É assim mesmo que os poderosos querem o povo: ingênuo, febril, delirante nos meios reais e virtuais (pagando por uma internet cara), sem saber o que de verdade ocorre nos bastidores da nação. Sim, tire-o do foco, dê-lhe Carnaval! - com aqueles gigantescos carros alegóricos construídos cada vez mais altos, ornamentados com produtos de rápida combustão, e um monte de foliões encima. Que horror seria se...

Diz-se que quando reina o fanatismo cultural e religioso no coração de um povo os perigos iminentes são menosprezados mais ainda. Por esses dias eu descobri uma corrente de fé circulando nos meios virtuais, induzindo pessoas de cada estado brasileiro para que em uma determinada hora do dia dediquem um minuto de silêncio e oração pedindo harmonia para o país, para que este se cure da posição de maldição e desgraça em que se encontra (diga-se desde 1500). Ora, a concentração dos atletas do Rio era um galpão com falhas graves de estrutura ocasionadas por golias sociais. Deveras, se precisamos de orações, as façamos para implorar que os caciques e pajés da nação criem VERGONHA NA CARA de uma vez por todas.

 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: GZRK (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.