A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Jornalismo
 
Nem plumas nem paetês
Por: YÉ GONÇALVES

Há de se destacar a importância das plumas e dos paetês nos eventos carnavalescos, dando brilho e embelezamento aos desfiles, com suas alegorias e fantasias encantando a alegria das folias.

Há de se destacar os sambas-enredo, com os seus mais variados temas, envolvendo a nossa cultura, o nosso contexto histórico, a exaltação da natureza, o cotidiano, etc.

Há de se destacar a importância desses eventos como geradores de empregos, sendo beneficiados os setores do entretenimento, do turismo, da indústria gráfica e editorial, dos serviços audiovisuais, dentre outros, mesmo que temporariamente.

Por outro lado, há de se despertar a elegância das consciências, através do conhecimento lógico da vida e da moralidade, aplicando-a em harmonia com o brilho das estrelas do amor ao próximo, da dignidade da pessoa humana, do senso de probidade, da confraternização universal, da seriedade cidadã, do compromisso com o bem estar coletivo.

Que as vozes cantadas dos sambas-enredo possam representar os gritos e apelos dos menos favorecidos, dos discriminados, do povo cada vez mais sacrificado e oprimido por causa dos abusos dos dominadores e opressores.

Que os desfiles cadenciados possam representar a liberdade em todos os aspectos constitucionais, embora desconhecida de muitos cidadãos.

Que os empregos gerados no período carnavalesco, ainda que temporariamente, possam promover cada trabalhador ao mercado de trabalho capaz de atender aos requisitos de valorização humana, inclusive através de salários dignos, que atendam às necessidades básicas, tais como alimentação adequada, moradia compatível com a condição humana, escolas de boa qualidade de ensino, entretenimento e outros.

Diante dos tempos de crises e dos favores e manobras visando a interesses exclusivamente pessoais; em face das notícias de casos e mais casos de corrupções; de tantos acontecimentos negativos, a exemplo das catástrofes provocadas pelas ações humanas, da intolerância, da dificuldade de acordo entre líderes de nações...

A realidade pede e implora o comprometimento de cada cidadão (trabalhador, empresário, político, chefe de estado, etc) em favor da lealdade, da fraternidade, da equidade, da honestidade, da probidade administrativa, dentre outras virtudes para a promoção de um mundo melhor.

E assim, possamos estar vigilantes, orando e trabalhando sempre, e até promovendo o tradicional carnaval; entretanto, com um detalhe: nem plumas nem paetês.

 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: gaHJ (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.