A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
Dúvidas sobre a pretensão deste governo?
Por: JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA

Economizando R$ 1 trilhão... às favas o povo


Parece que o governo Bolsonaro é o único que destoa de todos os anteriores sobre educação, saúde e segurança para a população. O que os ministros da Educação declararam não restou dúvidas sobre o que pensam. O primeiro disse que Universidade deve ser uma exclusividade dos intelectuais; o atual afirmou que é a favor da privatização do ensino no país. Quem pode pagar cerca de R$ 7 mil de mensalidade num curso de medicina apoia totalmente isso. Afinal, o curso superior mais cobiçado no Brasil não pode ser para qualquer um. Portanto...
Sobre a saúde, o atual ministro disse que o SUS (Sistema único de Saúde) não deve ser gratuito para quem recebe 100 salários mínimos. Qual seria a intenção ao fazer uma proposta dessas? Alguém que recebe um salário desta magnitude utiliza a rede pública de saúde, especialmente o SUS? Se a intenção foi dar exclusividade deste serviço aos de baixa renda, precisava usar um argumento tão barato? Ou a ideia é estimular todos a conquistarem um salário que independa deste atendimento? Com certeza a maioria não entendeu aonde ele queria chegar.
Mas se as notícias nesses serviços indispensáveis soaram incompreensíveis para os seus usuários, o superministro da Justiça anunciou que o governo vai adquirir 106 mil pistolas, ao custo de R$ 444,7 milhões, para equipar a Força Nacional de Segurança Pública e as polícias civil e militar dos estados e do Distrito Federal. Desconhece-se a justificativa para esta compra, mas o que já foi mostrado várias vezes são as condições do funcionamento das viaturas policiais que garantem a Segurança Pública em todo o território nacional. Para ele, arma significa segurança!
O fato é que as medidas anunciadas pelo governo certamente assustam e preocupam os desempregados e os de renda baixa na sociedade porque não se ouve notícia que sinaliza uma mudança no cenário que insiste em se perpetuar. Segundo os especialistas em economia sob crise, se não houver investimento público para aumentar a oferta de postos de trabalho, as empresas privadas pouco se moverão neste sentido. Ainda mais com a chantagem do governo de que tudo depende da aprovação da Reforma da Previdência, sem alterações na proposta.
Infelizmente a mídia, a equipe econômica, o Congresso e as entidades representativas dos empresários sequer aceitam debater com os opositores sobre os prós e contras da proposta da Reforma da Previdência salvadora da pátria. Se a maioria dos interessados sequer conhece os pontos que mudam a regra atual, como saber se isso é bom ou ruim para quem vai depender de aposentadoria? Quem aposta que um tiro no escuro acerta o alvo pretendido? Da forma que o assunto é conduzido, a população tem razão para desconfiar que a aprovação será prejudicial.
Sabe-se que a Democracia é o regime mais difícil de conviver porque nenhuma ideia ou vontade pessoal pode ser imposta sem convencer quem discorda. Manifestar sua indignação nas ruas, contra medidas que negam direitos constitucionais, é legitimo e faz parte da regra num regime democrático. Ser chamado de “idiota útil”, pelo presidente da República, por exercer esse direito, demonstra o despreparo dele para ocupar um cargo que está sujeito a críticas e questionamentos popular. Quem não aceita isso jamais pode afirmar que é a favor da Democracia.
Mas todas as declarações anteriores do atual presidente da República, inclusive com gravações que foram mostradas, apontavam que ele é simpatizante da ditadura, do autoritarismo, não aceitando opiniões contrárias à sua. Agrediu verbalmente outros colegas de parlamento, disse que fecharia o Congresso caso fosse eleito, declarou que eleição não resolve nada e criticou duramente o ex-presidente Temer sobre a Reforma da Previdência, que ora pede que seja aprovada... O que esperar de suas declarações daqui para frente? Dúvidas sobre privatizar tudo?


J R Ichihara
31/05/2019

 Comente este texto
 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: EaSI (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.