A casa dos grandes pensadores
 
 
 
 

FERNANDA MOROSO

 

 

 

 
À CRITICA LITERÁRIA
 
Paro minhas análises
Interpretando outras palavras
Vejo outras rupturas
Cortes nas fases de dor.
Distorço os fragmentos
Ajusto caracteres e
É poesia demais
Quase uma banalidade
Até parece uma ‘desesência’ parnasiana.
Quero conhecer outras tendências
Aquelas que não foram criadas
Rasgar minhas dúvidas
Pô-las fora
Observar onde falta luz na inteligência social
Mudar o tom de minha fala
Usar a política a meu favor
Descartar condicionantes e estruturas
Não há formalismo que me vença
Nenhuma teoria que me convença
Os estudos ainda não viram tudo
Porque faltou a alma do escritor.
 
Fernanda Moroso
                      
Publicação: www.paralerepensar.com.brr 05/02/2009