A casa dos grandes pensadores
 
 
 
 

FERNANDA MOROSO

 

 

 

 
CENÁRIO
 
Há um vento que migra pro seu espaço
Às vezes calmo você quase não o percebe
A trilha passa por entre as árvores que balançam
Sussurrando canções perdidas
Canções de se cantar
Espíritos sussurram através do vento
E o chamam à razão
Não é preciso mais presença
Você está só na trilha e não há solidão
Na calçada ao longe
Há desenhos de crianças
Que agora se escondem com medo do mundo
As janelas estão fechadas e a cidade escureceu
O cenário da noite reflete sua imagem
A canção ecoa pelo vento sussurrante
E o tocador de cordas o chama para continuar
A transformar os textos de aqui para outras fronteiras
E a encontrar medidas entre a razão e o coração
Não deixe o frio chegar
É preciso vencer os obstáculos
Saber escolher
Não pense em desistir
É preciso trazer para si os espíritos que cantam,
Não perder
Sentir o cheiro de terra,
De chão escolhido para se andar,
Não esmorecer
Que a vida é trilha de luz
Afaste a noite, não deixe escurecer
É preciso arrancar o pranto colhido
Afastar as ruínas do destino
Estar além do tempo e do fogo
Porque o tocador de cordas quer companhia
E não escuridão
Ele mostra o caminho através da canção
Como reis e rainhas da primavera
Continuação da melodia distante
Trilha para se trilhar e não esquecer
Que a vida é caminho de luz
E ainda é tempo de vencer.
 
Fernanda Moroso
                      
Publicação: www.paralerepensar.com.brr 05/02/2009