A casa dos grandes pensadores
 
 
 
 

FERNANDA MOROSO

 

 

 

CONTRA-PROGRESSO

Da ordem antiga
Surgiu a casa
E das casas...
Alguma organização

No crescente
Nasceu a cidade
No mundo
As sociedades

Da ordem medieval
O conhecimento cego
Sociedade patriarcal
No homem, o ego

Fizeram-se as revoluções
Fizeram-se as máquinas
Do calor, novas vidas
Das vidas, as privações

Estouraram a bomba
Tudo então parou
A luz do novo mundo
Noutra treva se formou

A velocidade se fez
Na terra, água e mar
Seja lá de quem é a vez
Ganha o primeiro a chegar

Exigência do mundo moderno
Mais vale diploma na mão
Que o que sabe a sua razão

Rápido se vai
Rápido se cala
Logo se encurta a vida
Logo se encurta a fala

O progresso fascina e faz bem
Mas o homem não sabe
O limite que lhe cai bem

Cuide com a velocidade
Cuide com a explosão
Não esqueça a grade
Da janela e do portão

Nem a cerca elétrica
O seguro e a ética
Nem vá na contra mão.
 
Fernanda Moroso
                      
Publicação: www.paralerepensar.com.br - 23/08/2007