A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Sonetos
 
Impressões do vermelho
Por: PAULO REBELO



O sol da tarde queima e enrubesce a paisagem.
Inflamam-se arvoredos, e estalam cigarras
no calor que esmorece. Enfeita-se a folhagem
de rubro encantamento, onde numa bandarra,
insetos volateam à hora do crepúsculo.
Entre a lâmpada clara escapam-se centelhas
no prenúncio da noite. E estanca o lusco-fusco
à sombra que então desce... Adeus à cor vermelha !
E um abandono vem sobre esse alumbramento:
o sol já vai poente - escasso da luz que arde !
E essa alegre beleza esparge-se em lamento
ao perder-se em miragem o esplendor da tarde...
E no horizonte ardente algum tédio que encobre
a fulgurante cena anuncia as horas pobres.

Paulo Rebelo

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: NJZg (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.