A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Aristides de Albuquerque Meira Neto
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poesia
 
O trabalhador
Por: Aristides de Albuquerque Meira Neto


No caminho de volta pra casa
O trabalhador avista uma velha amiga
E a cumprimenta, como todo santo dia
Boa noite Lua, como foi seu dia?

Com o ultimo fósforo da caixa, Acende um cigarro
Chegando perto de casa, boceja
Sono do cansaço, corpo enfadado do trabalho
Sem esforço nenhum, o trabalhador deita e fica desacordado

De manhã, se levanta primeiro que o sol
Acorda as galinhas na procura de um ovo
Toma seu café, e parte pra jornada de trabalho
Ao sair de casa olha pra o céu e diz: Bom dia sol, como foi sua noite?

No caminho de volta pra casa
O trabalhador olha pro céu e não vê a lua
E fala pra si mesmo: só é eu e o sol que trabalha todo dia
A lua tirou uma noite de folga.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: PRgV (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.