A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Poema
 
Sertão Chovedor
Por: Poetagaldencioneto

Sertão Chovedor




Essa noite quando deitei
Sem querer sonhei dormindo
Que em meu sertão vinha vindo
Água e muita fartura
E minha terra que é dura
Começou frutificar
E um verde lindo brotar
Um novo sertão chovedor
E um curió cantador
A mim começou mostrar
Da terra a coisa mais linda
O dia que a seca se finda
E que não mais vai voltar
E com um toque mais que sutil
O João de Barro faz sua casa
E a minha alegria extravasa
Com um Beija Flor sobre o rio
Mas pra acabar com o meu brio
O sol queimou o meu rosto
Trazendo um acordar com desgosto
Daquele sonho mais lindo
Do meu sertão chovedor
Que sem querer sonhei dormindo.



Galdêncio Neto

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: ZFCN (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.