A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Poesia
 
O PERFUME
Por: anita garibaldi





Depois de tudo explicado ao coração,
você apareceu, consertando os estragos,
Roubando uma hora de seus compromissos,
juntando os cacos, colando os pedaços.

Então, das trevas, fez-se feixe de alegria,
a tristeza companheira deixei porta afora,
de vigia, anotando os gemidos que ouvia.
Eras novamente meu, o que eu mais temia.

Temia, pois tinha consolado o coração,
havia explicado que não mais voltarias.
Que tinha morrido em pleno exílio,
sem vestígios em lava de erupção.

Sôfrego procurastes meus lábios,
que a tanto haviam emudecido.
Ativando a chama intensa da paixão,
mostrando-me o antigo caminho.

Banhados em suor descansamos,
envoltos em cansaço prometido.
Lá fora seremos dois novamente,
Como se nada tivesse acontecido.

Levo comigo seu cheiro no vestido,
e palavras de não muito bom tom.
De mim não levas quase nada,
pois tive o cuidado de tirar o batom.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: PXPc (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.