A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Prosa
 
MOMENTOS DA VIDA
Por: MARCIA CARVALHO

Certo dia acordamos e percebemos que o mundo está meio cinza, meio nublado, um pouco sem cor. Um dia chuva, um dia sem vida, nada de sol, e é neste dia que acordamos com um mundo diferente a nossa volta pedindo para que você perceba o quanto a vida está passando e você está perdendo de ver o colorido das flores, o perfume das rosas e o sol muitas vezes escondido em um sorriso de uma bebe recem nascido.
Assim acordei, acordei em meio a um pesadelo cinza, a um dia de pressão, a cabeça explodindo e as cobranças de minha profissão e de minhas atividades profissionais, acadêmicas e pessoais.
Aos poucos me afundei, me perdi, me encontrei, mas me vi num mar de tristeza em um momento que nada tinha sentido e nada mais tinha valor, a vida, os amigos, as conquistas o trabalho...foi então que resolvi procurar ajuda, conversei, chorei, busquei e encontrei pessoas que me ajudaram neste momento de tristeza e solidão. Pessoas das quais nem esperava manifestação, pessoas que se juntaram, sorriram, cantaram para me ajudar a sorrir.
É um momento difícil, só sabe quem passa e só revela quem tem coragem. Admitir diante das pessoas que te admiram que você não suporta mais, que a vontade é chutar o pau da barrada, pendurar as chuteiras em busca de novos horizintes ainda desconhecidos, é algo no mínimo curioso e inusitado sentir que se precisa de mudança, mas não se sabe ainda para onde quer ir. As vezes a única certeza que temos é saber onde não queremos ficar e isso basta!
Momentos da vida, sentimentos, passagens, pessoas, stress, perdas e ganhos, todos os ingredientes que compõem estes momentos, e para todos eles, a necessidade de se buscar no seu íntimo, a força necessária para enxergar a luz no fim do túnel, encontrar uma saída no fundo do poço e relembrar sempre da capacidade que temos de enquanto estivermos vivos, nos reinventarmos de tal maneira a gerar perplexidade diante das pessoas que acreditam e até mesmo das que não acreditam em você.
Assim quero ser, como a fênix que ressusge das cinzas a cada morte anunciada, a cada derrota aparente. Eis que ressurgirei, ainda mais forte, ainda mais firme e ainda mais feliz, quando finalmente superar mais uma vez os momentos da vida.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: GLbH (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.