A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Crônica
 
Tudo na vida é um show, ou pelo menos é assim que querem!
Por: Alexandre Misturini

Vivo em uma utópica cidade, onde tudo está em pleno funcionamento e tudo beira à perfeição. As ruas sem buracos, calçadas com acessibilidade, praças bem arborizadas, com internet e melhor, não existe corrupção e nem escândalos relacionados à administração pública.
Porém, nestas últimas semanas a paz e a ordem foram quebradas por notícias que escandalizaram muitas pessoas da cidade e também a classe artística em geral e especificamente os escritores. Nossa magnífica administração municipal resolveu contratar um grande nome da música, do cenário nacional (Gabriel o Pensador) para ser o patrono da 27ª Feira do Livro de Bento Gonçalves, até aí tudo bem, um excelente artista. Mas o problema está no escandaloso cachê de R$ 170.000,00, um verdadeiro absurdo, enquanto todos os escritores convidados receberiam o valor padrão de R$ 1.000,00 para a participação no evento. Não vou me repetir afirmando o que alguns escritores e a própria AGES (Associação Gaúcha de Escritores) já afirmaram que a feira do livro é formação de leitores, é ler, comentar, discutir ideias e formar opiniões em torno de obras literárias. No atual cenário brasileiro, o livro, que aliás, sempre foi muito pouco lido, está em segundo plano, o que os organizadores das feiras querem é publicidade em torno do evento, que está cada vez mais midiático e espetaculoso do que propriamente uma mesa de debate e discussão de idéias literárias. Tudo na vida é um show, se não tiverem os holofotes e a imprensa o evento não tem o sucesso esperado pelos organizadores. Na verdade a literatura, tem outra ênfase, muito mais silenciosa, diga-se de passagem. A introspecção e análise dependem de uma colaboração entre o escritor da obra e o leitor. Atividade esta que deveria ser desenvolvida na feira do livro através da colaboração entre escritores e leitores nas mesas de discussão. Em um mundo cada vez mais voltado para a imagem me questiono muito, sobre o rumo que as feiras do livro estão tomando. Tudo está cada vez mais show e cada vez menos literário. Como não ficar chocado com estes absurdos? Será que o povo de Bento Gonçalves que vive nesta utópica cidade nada percebe? Seria este show uma forma de implantarmos a política do pão e circo tão famosa para controlar as massas em Roma, agora aqui em Bento Gonçalves? Fico muito assustado com as possíveis respostas aos meus questionamentos, porque sei que estamos em ano eleitoral e parece que agora já foi dada a largada para o vale tudo até outubro. Será que está utópica cidade vai continuar assim, nas nuvens? Ou será que voltará a realidade? Talvez um dia teremos a resposta, quem sabe com um grande show para comemorar. Para terminar o texto vou lembrar o grande escritor Oscar Wilde com uma de suas frases mais famosas: “Se o mundo é um palco o elenco é um horror!”. Agora chega de escrever, até porque o show não pode parar!

Crônica publicada também em meu blog:

http://alexandremisturini.blogspot.com

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (1)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: TOWX (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.