A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Marlene Vieira Aragão
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Sonetos
 
A doçura amargou cada minuto...
Por: Marlene Vieira Aragão


A doçura amargou cada minuto...
A cozinha me chama, me controla.
Ofuscada em meus sonhos sou produto
Enlatado e, embalado na sacola;

Sou levado. Peguei a caçarola.
Sou produto da vida, resoluto
Interesses eu tenho, não discuto:
Meu caminho, um sorriso a... cebola!

Lentamente joguei tudo o lixo.
Recomeço e, a cebola agora frita,
Com seu cheiro real no ar, tudo espanta.

Um som leve me assusta: um cochicho!
- Não adianta! Reclaaama! Fica aflita
Que seu mal tão somente se agiganta.


 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (1)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: FUPK (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.