A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Mirna Cavalcanti de Albuquerque Pinto da Cunha
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Conto
 
"La vitta è bella!"
Por: Mirna Cavalcanti de Albuquerque Pinto da Cunha

Prólogo

Dedico este conto em prosa poética, para todos os que, por qualquer motivo que seja, estejam a sentir-se tristes, infelizes, desesperançados. Lembrem-se: temos o Sol a iluminar-nos a alma e a fé a dar-nos esperança. SORRIAM, pois apesar de tudo, “ la vita è bella! Mirna C





Manhã ensolarada. Acordou feliz. Sentia como se o mundo estivesse em suas mãos. Novos pensamentos e sentires levaram- na a entressonhar os ideais que sempre buscara.

Rebrotavam todos fortes em sua alma, pouco a pouco, um a um , como se esta fora um jardim perfumado e tingido com as cores do arco íris … Pássaros chilreavam: intrincados trinados… De flor em flor, borboletas e abelhinhas esvoaçavam em alegria. Enfeitavam as plantas, joaninhas verdes, amarelas, lacres e vermelhas…

O anil do céu, com nuvens de algodão coalhado, resplandecia à luz da Estrela Dourada… As gaivotas planavam sobranceiras…

A brisa acariciava-lhe a pele, enquanto os cabelos dançavam soltos, ao ritmo de Éolo , senhor dos ventos (*) … Tranquila, com a alma enlevada, admirava o quadro que se descortinava à sua frente, infensa a tudo o que lhe pudesse trazer lembranças doloridas.

É verdade que tristezas houve – e as há. Mas que fazer, se impotente está para o pensamento de algumas pessoas modificar? Tentara expor-lhes a realidade. Fizera de um tudo para mostrar-lhes a verdade, pois só ela sabe, pois só ela a viveu. E tudo tem uma razão… Tudo tem uma causa… mas tudo que fizera, fora em vão, vez que não lhe deram ouvidos; preferiram a voz da falsidade.

Lastima por elas todas mas, adultas, escolheram seus caminhos . Assim, roga a Deus para que as ilumine e as faça cada vez mais felizes. Um dia acordarão da letargia, talvez um dia… mas possivelmente já terá sido tarde demais…



Naquela manhã, após isso pensar, decidira: seguirá seu destino (mesmo porque não há como dele alhear-se…). Não sabe para onde irá, nem precisamente ‘o quê’ fará…

Voltada para o Sol nascente, agradeceu por mais este novo dia.



Alegria! Caminho a seguir! A vida é agora e ainda, além, mais vida há!

NINGUÉM pode torná-la infeliz, pois traz em si a semente do bem e a Estrada está à sua frente. Há que semear.

Mirna Cavalcanti de Albuquerque Pinto da Cunha. Rio de Janeiro, 18 de Agosto de 2012



(*)Os que estiverem interessados em ler sobre os ÉOLOS, podem acessar, entre outros: http://www.infopedia.pt/$eolo-(grego)


 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (3)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: ASRU (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.