A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Religião
 
UMA NAÇÃO NA RESPONSABILIDADE DE UM MÚSICO
Por: Marcos Tiago Brizola


UMA NAÇÃO NA RESPONSABILIDADE DE UM MÚSICO
Por Marcos Tiago Brizola


O exército já estava preparado para a batalha, porém havia uma dúvida na mente do rei, de seu general e de seus soldados, a batalha era certa, mas a vitória incerta. Assim se encontrava o exército de Judá aliado ao exército de Israel e de seu rei Jorão; prontos para um confronto com os moabitas não sabiam o que fazer.
Era comum os israelitas consultar a Deus Jeová sobre quais estratégias usar em suas batalhas; assim Deus instruía os profetas e estes por sua vez transmitiam o recado ao rei e seu general ou ao povo (Juízes, 20, 28).
E perguntou o rei Jorão ao rei Jeosafá: “Qual caminho tomaremos”? Havia uma dúvida, não sabiam o que fazer, não tinham estratégias, o exército aguardava ordens e toda a nação esperava ansiosa. Diz o texto bíblico:“Partiram, pois, o rei de Israel, o rei de Judá e o rei de Edom; e andaram rodeando durante sete dias; e não havia água para o exército nem para o gado que os seguia”. (II Reis 3, 9) Então o rei Jorão exclamou: “Ah, por certo o Senhor Deus nos entregará nas mãos de nossos inimigos”! Foi então que o rei Jeosafá perguntou se não havia ali algum profeta do Senhor a quem pudessem consultar; não demorou até aparecer o profeta Elizeu, porém relutante contra o rei Jorão o qual estava longe da presença de Deus, não queria profetizar, mas em respeito ao rei Jeosafá o profeta exigiu a presença de um músico que tocasse bem; não sabemos quanto tempo demorou em que aparecesse este músico, mas apareceu entre a multidão aquele que salvaria toda a nação de Israel trazendo consigo a sua Harpa; confiante e cheio do Espírito Santo começou a dedilhar a sua Harpa e logo o Espírito de Deus desceu sobre o profeta o qual começou a profetizar a favor da nação. (II Reis 3,16)
Foi grande a vitória naquele dia, seguindo as ordens de Deus por intermédio do profeta Elizeu, o exército de Israel derrotou o inimigo; apesar do nome deste músico não ser mencionado na bíblia, creio que isso não importou muito a ele, pois o mais importante havia acontecido, Deus recebera o seu louvor e enviou a resposta que precisavam imediatamente. (texto extraído de II Reis cap. 3).

Músico, você está preparado para interceder em favor da sua nação fazendo uso do seu instrumento? Estás pronto para expulsar demônios como fez Davi sendo ainda adolescente? (I Sam. 16, 23). O teu louvor quebram correntes como o de Paulo e Silas? (Atos 16, 25-26)
Quando você toca a igreja se alegra? Você recebe virtude do Espírito Santo e as notas vem a sua mente? Ou você precisa copiar os arranjos musicais criados pelos ímpios? (Conheço músicos que se inspiram em Kurt Cobain de Nirvana).
Deus precisa de músicos levitas, verdadeiros adoradores que ao dedilhar seus instrumentos, lágrimas corram pela sua face; Deus precisa de músicos que ao tocar seus instrumentos, vidas venham ser curadas, fisica e espiritualmente; Deus precisa de músicos que tragam almas arrependidas aos seus pés; músicos que façam Deus se levantar do trono e descer até a igreja para apreciar o louvor e ver de perto o que está acontecendo e batizar a igreja com fogo do Espírito; Deus precisa de músicos que façam a diferença em meio a uma igreja onde a verdadeira música cristã foi banalizada e profissionalizada, aonde as competições vem em primeiro lugar. (conheço músicos que disputam entre si no momento do louvor).
Deus precisa de músicos que tenham reverência ao entrar na igreja, reverência a ministração da palavra. Hoje os músicos não oram mais, começam e terminam ensaios sem oração, entram na casa de Deus e já vão direto pros seus instrumentos, ficam tocando e até atrapalham quem está orando; hoje os músicos não ouvem a ministração da palavra de Deus e neste momento saem pra fora do templo para comemorar o que acabaram de tocar.
Que Deus venha nos despertar para que consagremos mais as nossas vidas, para que tenhamos uma vida particular de oração e comunhão com ele, para que encontremos na música um refúgio para nossas almas, que Deus nos desperte para que estudemos mais a sua palavra e assim tenhamos unção e inspiração ao tocar. Amém.

Em Cristo, Marcos Tiago Brizola

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: RRXd (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.