A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Ensaio
 
Voto e cidadania
Por: Aniel dos Santos

VOTO E CIDADANIA
Por: Aniel dos Santos

Toda vez que nos deparamos com uma transição política, somos naturalmente levados a refletir sobre administração publica, do bem publico e dos anseios de uma sociedade, quer seja municipal, na esfera estadual ou federal. O que acontece, entretanto é que nem sempre pensamos ou agimos com consciência, respeitando o nosso dever de cidadão. Daí só temos a perder, porque afinal, o curso político não vai parar. Ele seguirá adiante apesar do seu voto, apesar do meu voto, apesar de nossa decisão. Ou seja: com o seu voto ou com o meu voto. Então, nada mais justo do que fazermos a coisa certa e darmos realmente nossa contribuição social votando corretamente.
Tenho escutado reiteradas vezes que os políticos são todos iguais e que por isto devemos votar em branco. Ora, se votarmos em branco só vai ajudar os políticos desonestos e que compram votos. Os eleitores deles não mudam. Logo, o que vai fazer a diferença é o seu voto. Porque você vai escolher aquele candidato que reúne um mínimo de qualidade para merecê-lo. Ou seja, você não vai vender o seu voto... Além disto, cada cidadão que vota honestamente está automaticamente anulando um voto comprado. Portanto, se cada um fizer sua parte, um dia chegaremos lá.
Teoricamente, quem for eleito vai lhe representar politicamente por quatro anos. Se for aquele em quem você votou, você poderá cobrar dele algo prometido em campanha e, mesmo que não lhe atenda, mas esteja trabalhando para o bem comum, está bom. Afinal, teve o seu aval, o seu voto. Mas, se não for aquele em quem você votou, estará no comando e mesmo sem seu consentimento, fará ou não aquilo de que a sociedade carece. Pensando em tudo isto, vote. Vote com sua consciência e torça para que muitas outras pessoas façam o mesmo, afinal, temos que começar a mudar por nós mesmos. Não adianta querer mudança se não estamos dispostos a contribuir, a fazer a nossa parte...
Chame sua família e converse sobre o assunto. O processo político envolve a todos. Então, trata-se de dever de todos. Quando reunimos a família e jogamos abertamente, colocando nossas idéias e escutando também, decidimos sempre pelo melhor. A força de uma família unida tem peso na hora de uma votação.
Lembre-se: o processo político vai continuar mesmo sem o seu voto. E não adianta se eximir de culpa dizendo que não votou pra ninguém. Você vai ganhar ou perder como qualquer outro cidadão. Aliás, abro aqui um parêntese para dizer que todo político é bom, nem que seja pra ele mesmo. Cabe ao cidadão eleitor escolher aquele que defenderá melhor os anseios de sua comunidade. E acho bom que todos façam isto, pra não ter que ouvir depois:
“Todo político é bom; ruim é quem o elegeu”
Boa eleição pra você. Sucesso pra todos nós.


Aniel dos Santos
Setembro de 2012.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (2)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: FUYU (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.