A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Crônica
 
Você tem medo de que?
Por: Milena Aragão

VOCÊ TEM MEDO DE QUÊ?

Fico pensando cá com os meus botões: como as pessoas têm medo de tudo!!
Acredito que se pudéssemos REALMENTE ter o poder de controlar sentimentos, o medo estaria nos top five, mas já que não nos foi dado tamanho poder, acabamos vivendo fingindo que podemos, na realidade fingimos muito nesta vida, afinal, estamos como nunca na Era do PARECER... SER não está na moda, se é que um dia esteve, TER também não está com essa bola toda, é só dar uma olhadinha na conta bancária que será possível perceber que aquela bolsa da Victor Hugo, que vem acompanhada daquela carteira maravilhosa (original, claro!) vai morar um bom tempo no mundo da fantasia, pelo menos para muita gente. Sobrou-nos então PARECER que temos. Isso me lembra certa vez quando estava caminhando com umas amigas em um bairro nobre do Rio de Janeiro e paramos em um camelô que estava vendendo bolsas, essas que a gente fica imaginando por que raios custa 600 reais na promoção. Pois bem, perguntamos quanto custava e o nobre colega nos respondeu: "250 real freguesa". QUE??!!! Essa foi a expressão do nosso espanto! Quando ouvimos: "É, isso aqui não é para vocês mesmo, é coisa para madame comprar! Não pude conter o riso acompanhado da indignação! E o pior é que é verdade!!
Parecer ser, parecer ter... ô medo desgraçado de não pertencer, de não ser aceito, de ser excluído, de não ser amado, de não ser bem visto! O que fazemos, ou deixamos de fazer em nome dele! Aí eu encontro um colega que me diz: " eu não tenho medo, já, saltei de pára-quedas, fiz escalada...e eu falo: que bacana!!! Mas me diz uma coisa, já conversou com Simone sobre a viagem? " Há...sei lá...e se ela não aceitar?" Preciso dizer mais alguma coisa? Ô medo sem-vergonha!!! Mas é assim, a gente passa pela vida morrendo de medo de muitas coisas, mas não se dá conta disso, vivemos inventando desculpas para não ver nossas fraquezas...afinal seria uma fraqueza!
Desculpas são um caso sério...e quando se junta com a cultura do coitado então? Deus que me perdoe! E "coitado" de Deus nessa hora...a culpa acaba sendo dele!
Mas o medo nos ajuda sabia? Nos ajuda a ficar na inércia, nos ajuda a sermos criativos na invenção das desculpas, nos ajuda a botar a culpa no outro, a sermos coitadinhos...é uma beleza! To te convencendo? Espero que não!! Se bem que seria inútil...a pessoa que tem o medo como amigo já está convencida mesmo...e olha que é facilmente identificável: é aquela que vive criticando a si e ao outro, é aquela que não aceita ouvir a ideia alheia, é aquela que não ousa, é aquela que está até hoje procurando no dicionário a palavra "desafio" (se ainda não desistiu), é aquela que se veste sempre da mesma forma, que segue sempre o mesmo caminho, que não expõe suas idéias, ou que impõe suas idéias, que puxa o tapete...xííí, vai longe esse papo. Mas sabe o medroso que me dá medo? (Sim, eu também sinto medo!) é aquele que critica o outro, que mina sua criatividade e realizações, que não suporta o diferente. Esse é triste! É aquele que diz: "Você, com suas idéias, não vai conseguir!", "Isso não vai dar certo" (antes mesmo de deixar você molhar o bico). " Isso nunca funcionou mesmo, nem tenta!" Fiquem atentos! Isto é contagioso!! Não deixem que o medo contamine vocês! Já contaminou?? Tudo bem, tem tratamento!! Mas como eu não sou adepta a manuais, guias ou "to do list", já que acredito que as pessoas conseguem pensar, ficarei restrita a dizer apenas: PENSEM!! Dããã!!! É verdade, simples assim, pensem, reflitam sobre a vida, percebam o mundo ao seu redor, olhem para si e vejam de que forma estão agindo e PORQUÊ, mas não se contente com respostas prontas! Se vocês sentirem que estão caindo na desculpa que imobiliza (redundante?), afastem-se dela!! Pelo bem da humanidade!! Sei que podemos fazer diferente se quisermos! Ok, mas isso vai fazer com que eu perca o dito-cujo? Não, medo não é um objeto, que a gente perde, depois acha, depois perde de novo, o que vai acontecer é que você vai conseguir lidar melhor com isso, pois vai atingir em cheio uma "coisinha" que não refletimos muito: crenças e valores...mas vou deixar a bola com vocês, afinal, acredito mesmo, de verdade, que nós conseguimos pensar.
E por falar em pensar...bom, isso é papo para outra hora!

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (1)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: aHOG (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.