A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Angela Maria Pinkfloydiana
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Crônica
 
A garota da piscina.
Por: Angela Maria Pinkfloydiana

A GAROTA DA PISCINA
Ana saiu apressada do escritório de contabilidade onde trabalhava há anos.Sua sala era abafada nos dias quentes, e gelada nos dias frios, e nem mesmo o tórrido romance que tinha com o patrão casado, era capaz de esquenta-la. O escritório era muito bem conceituado e ficava no centro da cidade, ela ganhou essa sala só sua, por méritos nada comerciais, mas parou nisso. Sem carreira promissora,sem garra para montar seu próprio negócio.Somente um bom salário para uma jovem solteira.Sua vida não estava como imaginava quando saiu de sua cidade rumo a capital dez anos antes.Era uma vida simples.Saia sempre as cinco, e como fazia todas as tardes, pegou sua bolsa com as coisas da academia no fundo do armário de aço e atravessou o bairro a pé,esse caminho já era sua rotina. Era uma mulher muito bonita, no alto dos 30 anos, em cima do muro cronológico entre uma menina inocente e uma mulher madura e racional.Balzac tinha razão,os 30 são fantásticos.Ainda tinha "meia" vida toda pela frente, ao mesmo tempo que tinha uma certa experiencia dada a ela pela loucura da juventude. Era linda, graciosa e muito animada, um pouco fútil, adimitia. Era muito assediada,mas ainda solteira,não parava com ninguem,sentia sempre faltar alguma coisa.Era muito vaidosa, e mais do que um novo amor, sempre procurava se sentir atraente.As vezes tinha inveja das colegas de trabalho, com maridos e filhos, já sem muita vaidade e com a vida corrida. Mas ela tinha medo da rotina, queria sempre mais para ela, como se ninguem fosse o bom o suficiente para ser dono do seu sossego. Sempre magoava com essa sua prepotência, e o pior, sempre estava sozinha, assim cada vez mais precisava receber elogios de estranhos para se sentir viva .Por isso cuidava da pele com vários cremes caros , dormia com máscaras faciais importadas ,que custavam boa parte do seu modesto salário , mas que prometiam evitar rugas inevitávéis. Para manter a forma,resolveu se matricular nas aulas de natação.Como na sua cidade não havia praia,o ginásio era bem frequentado,quase um ponto de encontro , e ela adorava se sentir exposta com seu cavado maiô esportivo.Assim sendo, todas as tardes saia do trabalho cansada, porém,caminhava lépida e fagueira rumo a academia ,aonde trocava de roupa , colocava o traje de banho e atravessava a área da piscina desfilando seu corpo moreno e se sentindo a garota de Ipanema de Tom Jobim.Sentia os olhares virando por onde passava, em especial no ponto onde os idosos faziam hidroginástica para se sentirem mais jovens.Achava graça , mas seu ego levava tudo muito a sério.Fazia o alongamento , cuidando para que cada gesto fosse delicado e gracioso.Encarnava a sereia e mergulhava charmosa na água morna, nadava por cerca de uma hora, saia da agua somente quando estava com a alma lavada e as calorias do restaurante a quilo devidamente queimadas.Saia da piscina, toda languida e molhada, se envolvia na felpuda toalha, enquanto com o canto do olho via os adolescentes cochicharem coisas impublicáveis a respeito de seus pormenores.Satisfeita com a pláteia que a olhava discretamente toda aula, foi embora para sua casa, dormir sozinha num quarto e sala alugado onde havia um grande espelho na entrada, onde seu lado narcisa a julgava impiedosamente enquanto lambuzava a cara com uma máscara verde francesa comprada no shopping, "o creme de la creme " que prometia repor uma juventude que havia se perdido dentro dela.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (1)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: BfXD (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.