A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Mirna Cavalcanti de Albuquerque Pinto da Cunha
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Artigo
 
Livros e tecnologia
Por: Mirna Cavalcanti de Albuquerque Pinto da Cunha


“Os livros são pequenos pedaços do incomensurável”
Stephan Zweig.







A leitura era considerada alimento para a alma. E Sêneca dizia: “nutre a inteligência”. E eu sempre pensei que um livro abre portas para mundos desconhecidos que podem enriquecer e iluminar os caminhos dos que buscam o saber.

É de lamentar-se que hoje, cada vez mais, a maioria dos jovens – e até crianças – estão ligadas na tecnologia de comunicação de toda a sorte. Seus ‘brinquedos’, desde tenra idade, com o passar do tempo, têm se transformado em aparelhos eletrônicos: Iphones Ipads, tablets, mini tablets, etc… Nada tenho contra a tecnologia: tento acompanhá-la, mas usada e, no caso ‘abusada ’ principalmente pelos que estão em formação, poderá resultar em futuro mais do que desagradável…

Tenho observado na internet (principalmente nas redes sociais) que a ignorância cresce, enquanto o bem ‘escrever’, decresce em qualidade e substância.

Se, por um lado aproxima as pessoas, por outro, as isola. Como exemplo narro o que ocorreu dia desses, em uma praça de alimentação de um shopping no qual fui lanchar. Sentei-me e, à minha volta, havia pessoas – quase todas com seus Ipads, Iphones, etc… mas não trocavam uma só palavra entre si, no entanto, usavam os tais aparelhos – era como se estivessem desacompanhadas. Não havia comunicação verbal e, quando o faziam, era por monossílabos, quando muito dissílabos, sem sequer desviar os olhos dos aparelhinhos…

Não se pode deter o avanço tecnológico, mas tem-se que tentar voltar ao hábito da boa leitura – nem que seja usando o app Ibook . Para mim, esse não transmite o prazer táctil de ter um bom livro nas mãos, no qual pode-se escrever comentários nas margens (um de meus hábitos), mas, pelo menos, através dele há como chegar aos pensamentos de bons autores e, conseqüentemente, a melhor falar e escrever. Afinal, a forma como nos expressamos, demonstra quem somos.




Mirna Cavalcanti de Albuquerque Rio de Janeiro, 02 de Abril de 2013.

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: aYHM (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.