A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Mirna Cavalcanti de Albuquerque Pinto da Cunha
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Ensaio
 
INGRATIDÃO - o pior dos sentimentos
Por: Mirna Cavalcanti de Albuquerque Pinto da Cunha


Posso repetir, com a alma aberta e a mente tranqüila: "Minha passagem neste mundo não terá sido estéril, se contribuí para acalmar uma dor, esclarecer uma inteligência em busca do verdadeiro, reconfortar uma única alma vacilante e entristecida.”











Disseram-lhe : “ existe um tempo que tens que amar-te mais do que aos outros, para poderes ver claramente à tua volta.” Pensou e concluiu que o maior amor é o que sentimos por aqueles aos quais demos a vida.


Lamenta o fato de haver filhos que não reconhecem este amor; desprezam-no, magoam os pais, ignoram-nos quando mais deles precisam. e chegam mesmo à ingratidão, vindo a procurá-los apenas em seu interesse e, muitas das vezes, quanto os demais ‘lhes fecham as portas’, pois sabem, no fundo, que a eles – no que for possível, nada
lhes será negado...

Esquecem-se – ou querem esquecer, que, se não tivessem sido queridos, gerados com amor e nascido, não teriam iniciado esta grande 'viagem da vida' – uma oportunidade de aperfeiçoarem-se e ascenderem na escala evolutiva, tanto espiritual quanto materialmente considerando.

Não se dão conta de que o amor dos pais é o maior de todos, pois feito de entrega, abnegação e mesmo sacrifício. Tudo fazem, sem exigir coisa alguma em troca.


FILHOS, ‘acordem’! Lembrem-se da 'Lei do Retorno' – esta é imutável, eterna, e nem mesmo seus pais – por mais amor que lhes tenham, podem mudar seus efeitos, pois integra os Ensinamentos de todas as
filosofias e religiões... Os que não modificarem sua forma de agir, no futuro serão cobrados – mas aí será tarde para arrependimentos, vez que o tempo passou e os que magoaram, já não mais se encontram nesta Dimensão.



Mirna Cavalcanti de Albuquerque

Rio de Janeiro, 07 de Abril de 2013

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: YLDb (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.