A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Poema
 
A Quem o Poeta Ama
Por: Pedro Valdoy

Ser poeta é amar a vida
sentir o aroma das flores
neste jardim grandioso
que é um mundo imaginário

Amar a paz a concórdia
em terras por vezes conturbadas
e quando não há harmonia
ele chora desesperadamente

Sentir o trabalho honrado
e amar os homens trabalhadores
na sua faina campestre
através dos campos férteis

O poeta ama os pobres
com a sua desdita
e tenta reconfortá-los
na mágoa sentida

Ama as crianças
e torna-se ternurento
perante a sua ingenuidade
Brinca infantilmente

Sente o sorriso do Sol
e a felicidade atravessa
oceanos secretos
num bailar das gaivotas

Fica horas indeciso
e chocado com a malvadez
do homem e das guerras
que destroem outros seres

Tem o seu palácio imaginário
onde vive com a sua princesa
e a ama com muita ternura
sonhando com o amor eterno.

Pedro Valdoy

 Comente este texto
 Paralerepensar


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: JYAX (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.